SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Domingo, 13 Junho 2021, 16:14

Falar em Público O olhar

Quantas vezes ouvimos dizer que os olhos são o espelho da alma? E que enquanto falamos ou cumprimentamos alguém, devemos olhar a pessoa nos olhos? Olhar nos olhos pode parecer simples, mas para pessoas mais tímidas pode ser um verdadeiro suplício. Quando falamos em público, a mesma regra mantém-se: olhar nos olhos das pessoas que nos ouvem. Como? Há várias formas. O nosso público tanto pode ir de pequeno a grande e tanto podemos ter à nossa frente 10 como 200 pessoas. Em públicos pequenos e médios, o olhar deve ser distribuído pelas pessoas enquanto falamos. Nunca devemos fixar uma pessoa em particular (caso contrário, as outras irão sentir que só falamos para ela e rapidamente dispersam e perdemos a atenção de todas; para além disso, a pessoa que fixamos pode sentir-se melindrada ou não apreciar). Breves segundos chegam para olhar cada uma das pessoas. Em públicos de maior dimensão, como é mais difícil garantir que distribuímos o olhar de forma equilibrada, o ideal é intercalar o olhar por quatro ou cinco zonas. Quando digo “zona”, quero dizer: olhando o público de frente, tracem linhas imaginárias e formem essas zonas, de forma equilibrada. E, de vez em quando, em momentos em que levantemos questões ao público, circular da esquerda para a direita (e vice-versa) e acompanhar o nosso movimento corporal com o nosso olhar. Em públicos de maiores dimensões, um truque antigo é fixar um ponto ao centro e na última fila de cada zona. Assim, todas as pessoas sairão com a sensação de que olhou para elas. Este truque também resulta muito bem em situações em que a iluminação não nos permite visualizar bem o público (há situações em que os holofotes são mais fortes e nem a primeira fila nos deixam visualizar com clareza). Com luzes ou sem luzes, com 1 ou 1000 pessoas, nunca esqueça a regra de ouro: se fala com alguém ou para alguém, deve olhar as pessoas nos olhos.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados