SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sexta-feira, 18 Junho 2021, 10:34

Visita a Lapas – «Com património para explorar»

 

A freguesia de Lapas é, em território, uma das mais pequenas do Concelho, mas em população é a quarta, número que sofre uma grande inflação dos blocos habitacionais da Quinta da Silvã. Mas as velhas Lapas é uma terra de ruas estreitas, de casas chegadas, de uma comunidade que vive à beira do Almonda.

 

Lapas é umas das mais recentes freguesias da cidade de Torres Novas. Situa-se a cerca de 2 quilómetros da cidade, e tem uma população de cerca de 2000 pessoas. O nome “Lapas” provém das grutas (lapa), que se encontram por debaixo da povoação. Os historiadores não chegam a consenso de quem e para que fim, as fez. Uns atribuem aos Cristãos que as escavaram para se esconder dos romanos, enquanto outros consideram que foram construídas pelos mouros. O que se sabe realmente é que foi das grutas que se extraiu o tufo com que se edificaram as casas da povoação e o Castelo de Torres Novas.

 

Uma comunidade

 

O grupo “Avós e Netos”, nascido em 1998, simboliza hoje o espírito associativo e comunitário de Lapas. Antes era a Filarmónica que assumia sozinha o papel de dinamizadora cultural, mas que não tinha perfil ou vocação para dar resposta aos problemas sociais que existiam na freguesia. Os “Avós e Netos” nasceu da ideia de quatro senhoras, tendo sido, conta Jacinta Trincão, a Maria do Ó a grande impulsionadora. Quiseram criar «um local para os meninos das Lapas, para que não andassem na rua» e resolveram depois juntar os mais velhos, e assim nasceu o grupo “Avós e Netos”.

 

Luís Miguel Lopes

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2021 © Todos os direitos reservados