SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Domingo, 9 Agosto 2020, 10:07

Dois casos interessantes resolvidos com acupuntura

A Rute, de 48 anos, ao tratar do seu jardim bateu com a face interna do pé no ferro de uma mesa e logo sentiu dor forte que foi aumentando ao ponto de não conseguir colocar o pé no chão nem articulálo. Veio à consulta de tarde, com canadianas, uma vez que a dor era insuportável. Conseguia movimentar os dedos do pé mas não era possível fazer qualquer movimento.

O pé não tinha mau aspeto, apenas ligeiro edema e à palpação a dor era muito forte. Foram colocadas agulhas em 4 pontos à volta da dor, outranum ponto analgésico e articulação metatarso falangeana com eletroestimulação durante 30 min. No final, foi feita mobilidade articular possível e  massagem TuiNá em pontos especiais e colocada pomada da crioterapia. Dois dias depois voltou à consulta conseguindo já colocar o pé no chão e nos dias seguintes já não tinha dor e o pé normalizou.

O outro caso foi o Sr. João, de 82 anos. Acordou com dor forte num joelho e mal conseguia andar. Não bateu com o joelho, não caiu, apenas acordou com aquela dor. Foram colocadas agulhas nos “4 olhos do joelho”, outra no ponto de ação especial sobre músculos e tendões, outra no 36 E, ação especial sobre o joelho e um ponto de ação analgésica. Como este paciente é portador de pacemaker, não foi possível fazer eletroestimulação mas sim estimulação manual, técnica utilizada antes da existência da eletricidade. No fim, massagem com pomada fria, que sugeri colocasse 3 vezes ao dia.

Este Sr. fez 4 tratamentos e teve alta pois a dor normalizou e consegue caminhar sem problema. Quis trazer estes dois casos porque com a situação complicada que temos atravessado, evitaram ir ao hospital, evitaram tomar químicos e a acupuntura mostrou mais uma vez a sua eficácia.

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2020 © Todos os direitos reservados