SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Terça-feira, 7 Julho 2020, 10:46
Categoria de Artigos: ,

Um amor para a vida toda

Estávamos a umas duas semanas do Natal de 1989 quando comecei a entrar nas vossas casas sem bater à porta. Entrava sorrateiramente na caixa do

Ler Mais »

A melhor casta é a de 1969

No passado domingo, dia 20 de outubro, o tempo apresentou-se com algumas nuvens acompanhado de uma chuva moderada, que mais tarde se transformou numa tarde

Ler Mais »

Tempos Sombrios

Hoje fogem-me as palavras dos dedos das mãos com o pensamento em todo o lado e em lado nenhum. É domingo de Páscoa com sol

Ler Mais »

Caminhos Cristalinos

Ao longo da nossa existência vivemos tão concentrados no nosso habitual dia a dia que esquecemos de nos conhecer um pouco melhor e ir à

Ler Mais »

Mascarados nem vê-los

Na semana passada passámos por Alfeizerão e reparámos em dois carros alegóricos cheios de foliões. Ficámos a observá-los e recordámo-nos do Carnaval que se fazia

Ler Mais »

As vítimas da mentira

Recentemente a SIC fez uma reportagem acerca das conversas virtuais, em que um homem travou conhecimento virtual com uma mulher. Nunca se conheceram pessoalmente porque

Ler Mais »

Sonhar, pensar, concretizar

Naquela manhã fresca de outono conseguiu estar onde deveria estar. Não teve receio ou complexos. Marcou a sua presença e testemunhou aqueles momentos tão próprios

Ler Mais »

Questões e exclamações

Na sexta-feira passada houve greve da Função Pública. Pois houve, mas nem me apercebi. Precisava de ir ao Centro de Saúde. Entrei e deparei-me com

Ler Mais »

Coitadinhos dos bandidos

Há cerca de uma semana três indivíduos fugiram do tribunal do Porto após ser-lhes incutida prisão preventiva. Estavam acusados por assaltos a idosos com violência.

Ler Mais »

Posso pagar por duas vezes?

Antigamente a terra era semeada, nasciam os produtos e consumiam-se. Tudo vinha da terra. O comércio dividia-se entre o mercado semanal, as mercearias, o talho

Ler Mais »

Passas, figos e barrões

Quando se chega a uma cidade “moribunda” atualmente e deparas com ela “viva” por uma semana, ficas com uma sensação de absorção e pensas que

Ler Mais »

Uma espera interminável

Boa noite. São neste momento 23h41m do dia 2 de setembro. Na rua corre uma leve aragem fresca. No interior dos meus aposentos sente-se um

Ler Mais »

A patuda cá de casa

Ela aparecia de mansinho. Espreitava desconfiada para todos os lados. Depois a medo devorava os grãos de ração a cheirar a peixe. Ficávamos enternecidas com

Ler Mais »

Falha técnica ou humana?

Na semana passada alguém telefonou para o Centro de Saúde e ninguém atendeu. Soubemos que os telefones estavam avariados. Mas que “boa“ notícia. Fiquei tão con- tente que desloquei-me até lá

Ler Mais »

Ir é o melhor remédio

Há dias daqueles tão maganos que parecem quase um fenómeno ou uma anedota. Tudo começou com um convite de amigos para irmos até Peniche. Como

Ler Mais »

Crueldade na arena

Todos os anos tinha de passar por aquela estrada velha e perigosa. Não podíamos pensar em parar para contemplar a paisagem cravada de restolho e

Ler Mais »

Aterragem brusca

Sempre que tinha de fazer análises ao sangue desmaiava. Era um tormento. Um dia caí mesmo da cadeira para o chão. Quando recuperei os sentidos

Ler Mais »

Negócios animalescos

Todos sabemos que há pessoas que se dedicam à criação de cães e gatos de raça com o objetivo de os venderem. Ponto final. É

Ler Mais »

Dar voz às nossas raízes

Através das redes sociais soube que o Rancho Folclórico “Os Camponeses de Riachos” foi confraternizar e atuar para a comunidade portuguesa em Newark nos Estados Unidos da América. Que sortudos. Pois são. Mas trabalham

Ler Mais »

Nem sempre, nem nunca

A Feira da Época na nossa cidade terminou. Este ano o tema foi a Salvação do Corpo. Agora é tempo de fazer contas, contabilizar os

Ler Mais »

O amor não tem barreiras

Nesta altura em que se fala por aí de corrupção entre políticos, de assaltos e assassinos, de terrorismo eu falo-vos de amor. Esta palavra tão

Ler Mais »

Os enfermos da vila

“– Para onde vais mulher nesse andar desorientado? Respirai fundo. Agora dizei-me o que se passa?” “– Mestre António meu senhor, podeis fazer uma mezinha

Ler Mais »

E se fosse à sua porta?

Primeiro vieram os homens. Observaram o terreno. Conversaram. Depois vieram as máquinas. Escavaram buracos enormes onde colocaram tubos em cimento de grandes proporções. As ruas,

Ler Mais »

Domingo de Luz

-“ Será que hoje é no centro comercial que vão encontrar alegria?” – Perguntava o senhor padre na missa das 12 horas, naquele domingo de

Ler Mais »

Pensamentos, atos e omissões

Quando se ouvem os sinos a batucarem melancolicamente é sinal que alguém perdeu a vida. Não gostamos de ouvir estes sinais de mau agoiro semelhantes ao

Ler Mais »

Choques e suspiros

Na semana passada ao passar pelo Almonda Parque comentei com uma amiga: – “ Este ano temos de ir dar uma volta nos carrosseis, que

Ler Mais »

Precariamente trabalhando

Chove torrencialmente. A terra agradece. O povo enaltece. Tem início mais uma semana molhada, com temperaturas que alteram o grau de humidade para quase 90%.

Ler Mais »

Amante de viagens

“– Não vás para a Roménia, disseram-me que é o país dos ciganos”. “– O Rio de Janeiro tem muita violência, não tens medo de

Ler Mais »

A Doutora Nanny

A minha curiosidade era grande. Durante a semana passada o canal de Carnaxide anunciava a estreia dum novo programa intitulado “ Super Nanny”. O programa

Ler Mais »

A morte e os seus rituais

O ano de 2017 foi um ano negro para Portugal. Os incêndios devastaram a floresta, ceifaram vidas humanas, deixando famílias e amigos em profundo sofrimento.

Ler Mais »

Saudai-vos em paz

Dia 1 de janeiro de 2018 comemorou-se o dia Mundial da Paz. No entanto sabemos que em alguns países a guerra é uma constante. Todos

Ler Mais »

O fado dos guerreiros

Caímos do último andar da velha casa da nossa infância para o fundo do mar. Aquele mar transformado em rio de água moribunda onde os

Ler Mais »

São figos, são figos

Com as suas bicicletas os barrões desceram à “ vila” com uma vontade desenfreada para a apanha das passas. Ao entrarem na Praça 5 de

Ler Mais »

Ultrapassar medos

Há muito tempo que me apetecia lá voltar. Não foram 5 ou 10 anos, mas sim há cerca de 30 anos que não entrava na

Ler Mais »

Princesa do Oeste

“– Bom dia pessoal. Vamos lá ver se o tempo melhora, choveu toda a noite para os meus lados.” -“ Mas hoje vai estar um

Ler Mais »

Uma realidade inacreditável

Sou daquelas pessoas que se sentem bem numa biblioteca. Gosto de vasculhar as prateleiras e os expositores das novidades. Faço-o com frequência na biblioteca da

Ler Mais »

Um amor incondicional

No dia 23 de abril comemorou-se o Dia Mundial do Livro. Considero-me uma devoradora de livros. Um livro para mim não serve apenas para enfeitar

Ler Mais »

Socialmente fazendo

No final do mês de Março teve lugar no Palácio dos Desportos a Feira Social do Concelho de Torres Novas. Esta feira reuniu várias instituições

Ler Mais »

Criança não entra

Há coisas que nunca vou entender. Recentemente ao abrir uma revista li um artigo acerca da recusa de alguns empresários na área da hotelaria e

Ler Mais »

Recuo sentimental

Muitas pessoas não vêm novelas na televisão. Dizem que não conteúdos, que são irreais e não ensinam nada a ninguém. Eu vejo novelas e tiro

Ler Mais »

Vamos casar?

No fim de semana passado a Praça do Peixe encheu-se de beleza e de amor para o 1º Torres Noivos e festas de casamento. A

Ler Mais »

Memórias natalícias

Quando se é criança temos uma visão diferente do Natal da que se tem hoje. Vivíamos com maior intensidade todos os momentos. Sermos filhos de

Ler Mais »

Não se percebe

Neste artigo vou ser breve. Apenas gostaria de perguntar por que motivo o TUT da linha vermelha continua a parar das 11h às 12 h

Ler Mais »

Divina natureza

Mesmo que o sono tenha sido agitado deleitamo-nos ao acordar com um sol de encher o coração. Nasce uma vontade inesperada de ir por aí

Ler Mais »

A Magia de um sonho

No mundo da fantasia tudo se transporta para o fantástico. Não há barreiras, nem dificuldades e se por acaso as houver são superadas de qualquer

Ler Mais »

Ai senhora, ai senhora

Nem sei como começar esta carta, transformada em artigo. Mas aqui vamos nós felizes contemplados pelo mau cheiro da Ribeira da Boa Água ao passarmos

Ler Mais »

Barracas nazarenas

Em algumas praias do distrito de Leiria quando chega o Verão o areal enche-se de barracas de pano branco. Nesta praia mantém-se a tradição dos

Ler Mais »

Viver num bairro

Esta semana a SIC mostrou um dos bairros mais problemáticos do Porto, o bairro do Cerco. A reportagem transmitiu a mensagem que nem todos os

Ler Mais »

Amigos. Até quando?

Ultimamente no meu grupo fala-se de amizade. Organizamos pequenos debates que nos levam a grandes palestras em volta duma mesa algures por aí. Não somos

Ler Mais »

Nação Valente

O dia 10 de Julho ficou marcado para sempre na história do desporto nacional. No atletismo o nosso país arrecadou 6 medalhas. Patrícia Mamona sagrou-se

Ler Mais »

Palavras com nojo

Hoje em dia é fácil encontrar pessoas através das redes sociais na Internet. Utilizo o Facebook onde criei alguns grupos e faço parte de outros.

Ler Mais »

Nós por cá

Após uma semana quente nada melhor que uma saída noturna para desentupir os pensamentos. Fomos ao cinema, mas a máquina do filme que queríamos assistir

Ler Mais »

Mau profissionalismo

Estamos na Primavera. Uma época que gostamos de ver o desabrochar das plantas; de observar os campos verdejantes; de correr por aí espalhando felicidade. No

Ler Mais »

O preço da fé (parte 1)

O ar na ilha estava quente e seco. Não conseguia respirar e abri uma porta. Lá dentro estavam cadeiras, várias pessoas, um palco. Senti o

Ler Mais »

Alentejo da minha alma

O feriado amanhecera nublado, não estivéssemos na época pascal. Sai e fui encontrar a estação rodoviária de Lisboa repleta de malas, malinhas e demais acessórios

Ler Mais »

As mulheres

Sentadas ao sol coscuvilham mulheres de língua afiada, sobre o vizinho magricela, sobre o tempo do passado. Riem desdentadas da pureza de outros tempos em

Ler Mais »

A curiosidade matou o gato

Este fim de semana ficou marcado pelos ventos fortes, chuva, neve e mar bravo. Fevereiro apresenta-se assim. Estamos em pleno inverno. Durante o dia o

Ler Mais »

Amizades de areia

No meu tempo de escola quando terminava o ano tinha um bloco de folhas coloridas que andavam de mão em mão entre os colegas para

Ler Mais »

Recantos torrejanos

Aquele dia amanheceu solarengo chegando aos 20 º ao longo do dia. Uma temperatura que convidava a um passeio nos subúrbios da nossa cidade. Foi

Ler Mais »

A ver o tempo passar

Hoje conto-vos uma história que pode muito bem ser real e acontecer bem perto de nós, ou talvez mais longe. A história começa numa casa

Ler Mais »
Jornal O Almonda, 2020 © Todos os direitos reservados
Assine!

Assine o nosso jornal!

Ajude este projeto tornando-se nosso leitor.