SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Terça-feira, 7 Julho 2020, 11:16

Problemas concelhios – 1927

Já vimos que as revoluções republicanas fracassadas de fevereiro de 1927 tiveram repercussões em Torres Novas. Não só com a prisão de Faustino Bretes, o

Ler Mais »

1926 – Janeiro/Maio

O tempo da 1ª República escoa-se. Sabemo-lo nós, no presente, mas na documentação que nos chega, quer através de O Almonda, quer do Executivo Municipal,

Ler Mais »

1926 O País

Observemos o país convulso, mal saído das eleições. Nova vitória democrática, um novo governo presidido por António Maria da Silva (17/12/192530/5/1926), com as figuras mais

Ler Mais »

1925 – O Final do Ano

A nova direcção de O Almonda, onde pontifica o Dr. Carlos de Azevedo Mendes e como redactor José Rodrigues dos Santos Júnior, vem culminar um

Ler Mais »

Eleições Municipais – 1925

Concluídas as legislativas, com a vitória no círculo, do partido democrático, mas com a eleição, por influência do voto concelhio, do deputado católico Dr. Alberto

Ler Mais »

1925 – Eleições legislativas

O governo de Domingos Pereira (1/8- -17/12), confrontado com os julgamentos dos golpes militares, dos monárquicos e conservadores, pela pressão cada vez mais poderosa das

Ler Mais »

País político – 1925

Um ano político que conhece cinco governos, todos filhos, legítimos ou divorciados, do PRP, dois Presidentes da República e eleições legislativas e municipais, tem de

Ler Mais »

A República em Crise

A história permite-nos a compreensão de como, numa determinada época, os elementos de crise não são perceptíveis para a maioria de quem os vive. 1924

Ler Mais »

1924 – O carácter associativo

PRÓLOGO Um pedido de desculpas por uma incorrecção no meu último artigo, A decadência da democracia, publicado em 4/1/2019. Quando referia os elementos com responsabilidade

Ler Mais »

1922 – Ano Eleitoral

As eleições legislativas, para a Assembleia dos Deputados e para o Senado, após algumas mudanças de data, realizaram-se em 29 de Janeiro, dando uma vitória

Ler Mais »

1921 – A Mudança Conservadora

A política nacional, em 1921, está condicionada por um descrédito partidário: incapacidade de resolução, pelos sucessivos governos, dos problemas do país: luta sindical urbana e

Ler Mais »

1920 – A Explosão Social

1920 é um ano de greves por todo o país, abrangendo inclusive o funcionalismo público e o telégrafo, considerados até então como o esteio social

Ler Mais »

A Morte de Sidónio Pais

O Sidonismo foi a primeira experiência nacional dum regime autoritário, assente em princípios corporativos, que, sob um regime presidencialista, se estruturava politicamente num partido, o Partido Nacional Republicano, nas

Ler Mais »

1918 – Um Ano Trágico

O ano de 1918, em Portugal, sob o signo do Sidonismo, foi caracterizado pela eleição directa para a Presidência da República, que alterando o regime

Ler Mais »

Um dos problemas essen- ciais da história dos concelhos portugueses é o da sua autonomia, em relação aos poderes regionais e centrais. A luta foi

Ler Mais »

Do Passado ao Futuro

A poucas semanas de com- pletar 99 anos, a 24 de Novembro, o semanário “O Almonda” intenta, com um novo figurino, reajustar-se à aceleração do

Ler Mais »

Memorabilia

Documentos para a História do Concelho de Torres Novas Se, através do Gabinete Editorial da Câmara Municipal de Torres Novas, a publicação de múltiplas obras

Ler Mais »

Memorabilia XXXIII-1974 (3)

Se, nos artigos anteriores, sobre o Mundo e Portugal, prevalecia a instabilidade e o conflito, que reflexo encontramos dessa situação no concelho de Torres Novas?

Ler Mais »

Memorabilia XXXII 1973/74 -1

Se intentássemos com três palavras definir internacionalmente 1973/74, escolheríamos distensão ,terror, revolta. Três acontecimentos mundiais nos incitaram à escolha da primeira: o fim da guerra

Ler Mais »

Memorabilia XXXI 1972 -73

Concluamos a nossa viagem pelo ano, com uma selecção do que mais nos chamou a atenção, no sector do quotidiano concelhio, que passa em muito

Ler Mais »

Memorabilia – XXX 1972 -2

De Torres Novas, em 1972, selecciono alguns acontecimentos que, de forma directa ou indirecta, influenciaram os tempos em que vivemos. A guerra colonial nas três

Ler Mais »

Memorabiblia XXIX

1972 – 1 No ano em que Portugal assina a primeiro acordo comercial com a CEE, a 22 de Março, Marcelo Caetano, no mês seguinte,

Ler Mais »

Memorabilia XXVIII 1971 -2

Ao ter sido eliminada, na composição, a imagem publicada em O Almonda nº 2482, de 19/12/1970, não ficou registada a acção de dois estudantes universitários

Ler Mais »

Memorabilia XXVII – 1971

A primeira constatação de 1971 é a continuidade politizada da luta estudantil, desde 1869 com maior fulgor na Universidade de Coimbra. Entre 1969 e 1974

Ler Mais »

Memorabilia XXVI 1970 -3

Fechemos o ciclo de 1970, com as mudanças socioculturais, individuais e colectivas, mais divulgadas pelo semanário O Almonda. Do ciclo que se fecha: o agradecimento

Ler Mais »

Memorabilia XXV 1970 -2

Se me fosse pedido uma definição do ano concelhio através do que reencontro nas páginas de O Almonda, sintetizaria a minha opinião em três palavras:

Ler Mais »

Memorabilia XXIV

1970 – I É um ano de mudanças fundamentais, a nível nacional e internacional. Portugal é governado por Marcelo Caetano, que em Janeiro tenta uma

Ler Mais »

Memorabilia XXIII

Para quem a memória é o passaporte do futuro, não pode assistir à promoção da desmemória sem sentir revolta e ofensa. O fim da história

Ler Mais »

Memorabilia XXII 1969 -2

Não deixa de ser um acaso, mas curioso. O presidente Marcelo Rebelo de Sousa foi festejar com os estudantes da Universidade de Coimbra o 17

Ler Mais »

Memorabilia XXI – 1969

De 1969, vívidas, algumas recordações, a mais dolorida e íntima, o falecimento de minha mãe, a 7 de Abril, informado no Hospital Militar da Estrela,

Ler Mais »

Memorabilia XX

1968 é um ano complicado para o mundo. Vejamos alguns dos acontecimentos com influência planetária: No Vietname, após a ofensiva do exército vietcongue no Tet,

Ler Mais »

Memorabilia XIX

A década de sessenta, no semanário O Almonda, marca também, não só o aparecimento de novos colaboradores, como de novas secções e alterações de cabeçalho.

Ler Mais »

MEMORABILIA XVIII

Localmente, a década de 1960 é caracterizada pela gestão municipal de Fernando Nunes Martins da Cunha (Março de 1962 a Fevereiro de 1974), que correspondeu,

Ler Mais »

Memorabilia XVII

Os anos 50 do século XX pareciam ter apaziguado Portugal com os países vitoriosos do pós-guerra, de tal modo que as oposições ao governo de

Ler Mais »

Memorabilia XVI[1]

Patrão Augusto[2], chamavam-lhe os alunos do Colégio Andrade Corvo, que ajudou a fundar, tendo funcionado, primeiro, na Praça 5 de Outubro, no edifício onde fora

Ler Mais »

Memorabila -XIV

O ano de 1961, como vimos no anterior artigo, é politicamente um ano complicado para o governo de António de Oliveira Salazar. O assalto da

Ler Mais »

Memorabila XIII

A 25 de Novembro de 1961,com o nº 2111, o semanário O Almonda entrava no seu 44º aniversário.[1]Concluía editorialmente um ano crispado, pleno de mudanças,

Ler Mais »

Memorabilia XI

Falta a Torres Novas uma história que contemple o período entre o 28 de Maio de 1926 e o 25 de Abril de 1974. Poder-se

Ler Mais »

Memorabilia – X

Sempre gostei da palavra amizade. Tem uma cor quente, carnívora por dentro. Escreve-se com a tinta do sangue. Com sílabas. Com o silêncio que grita

Ler Mais »

Memorabilia – IX

No dia em que a República Portuguesa deixou de se comemorar como feriado, o 5 de Outubro, na segunda -feira última, fui convidado a, na

Ler Mais »

Memorabilia – 7

Torres Novas sempre foi uma terra cuja vida socio-religiosa-cultural  dependeu sempre das colectividades. Se até ao liberalismo a vida associativa obedecia a princípios diferentes ,

Ler Mais »

Memorabilia -VI

Uma voz que apetece ouvir muitas vezes: Maria Sarmento. Não é bem a tristeza, não. É antes a nostalgia, essa flor que se oculta no

Ler Mais »

Memorabilia – 5

Chegam-me, através do Álvaro, fotografias de 1959. A adolescência regressa à memória. Por onde anda a malta do meu tempo? Que foram, após esse ano?

Ler Mais »

Memorabilia – 5

Chegam-me, através do Álvaro, fotografias de 1959. A adolescência regressa à memória. Por onde anda a malta do meu tempo? Que foram, após esse ano?

Ler Mais »

Memorabilia – 4

A poesia e a beleza sempre andaram de mãos dadas. Os grandes poemas universais são poemas de amor. A Ilíada e a Odisseia, de Homero,

Ler Mais »

Memorabilia – 3

Imprensa do Concelho de Torres Novas Data de Publicação Título Biblioteca Municipal Bibliotecas 1853 O Janota Almondino Arq. B. M. T. N. – 1868 O

Ler Mais »

Memorabilia – 2

Folheio um pequeno livro artesanal de doze páginas, de que se fizeram 50 exemplares. Por título, Memórias. Apontamentos fotográficos e poéticos sobre a cidade de

Ler Mais »

Memorabilia -1

Plano, nenhum. O imenso olhar pela cidade em que se viveu sempre. Quando era vila, diferente. Quando, nascido na tenente Valadim, aprendera com o cavalo

Ler Mais »

O País (1905-1908)

Em 20 de Outubro de 1904 entrara em funcionamento o 52ª Governo Constitucional presidido por José Luciano de Castro, que irá durar até 27 de

Ler Mais »
Jornal O Almonda, 2020 © Todos os direitos reservados
Assine!

Assine o nosso jornal!

Ajude este projeto tornando-se nosso leitor.