SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Segunda-feira, 19 Outubro 2020, 22:48

Um presépio à porta

Entre a aldeia de Carril e de Boquilobo, Torres Novas, à beira da estrada, uma família cumpre a tradição natalícia de fazer um presépio. Mas este presépio é motivo de notícia pela sua dimensão. Alertados por uma amiga da Charneca de Alcorochel fomos à procura de um presépio “muito grande”. Seguindo a estrada do Bonflorido, passando o Carril, lá encontrámos do lado direito a casa da família Reis, que são os obreiros do presépio.

Há 7 ou 8 anos Pedro e Ângelo Reis, pai e filho, começaram a fazer o presépio junto à entrada da casa. Todos os anos a tradição se repetiu e hoje em dia já não se sentem bem se não o fizerem. Quem por ali passa foi verificando que de ano para ano o presépio foi ficando maior, sendo iluminado de noite e com peças animadas que dão vida à representação. O resto da família foi sendo convocada para ajudar e colaborar, ajudando na sua construção e manutenção.

A construção do presépio começou como uma simples manifestação de fé, explicaram, mas hoje em dia construir o presépio é uma forma de rezar, o que, sublinharam, atendendo aos dias que correm, com as dificuldades financeiras a bater à porta de todos, faz ainda mais sentido. A crise «toca a todos» e por isso resolveram empenhar-se ainda mais na tradição de fazer o presépio.

LML

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2020 © Todos os direitos reservados