SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 11 Julho 2020, 03:20

58 milhões de euros para o concelho em candidaturas ao QREN nos próximos três anos

 

António Rodrigues, o Presidente da Câmara de Torres Novas, foi à Assembleia Municipal, na segunda-feira, dia 25, anunciar que o concelho irá ter um total de 58 milhões de euros em candidaturas que já foram aprovadas.

 

O valor das candidaturas aprovadas vai em 58 milhões de euros, mas até ao final do ano pode ainda ser aumentado anunciou o presidente. Sem esconder a satisfação, especialmente porque as candidaturas aprovadas irão chegar num momento em que todo o país atravessa conhecidas dificuldades, António Rodrigues fez o ponto da situação das candidaturas ao QREN que Torres Novas já viu aprovadas. Considerou que aquelas serão «importantes para o futuro de Torres Novas» e enfatizou os reflexos positivos que os investimentos terão no tecido económico do concelho.

 

Metade do valor anunciado virá por causa dos investimentos a realizar no âmbito da candidatura “Águas do Almonda”, que resultou da adesão à empresa intermunicipal “Águas do Ribatejo”, onde Torres Novas tem uma quota de 25%. Essa adesão foi também fruto da deliberação da Assembleia Municipal, fez questão de recordar o presidente.

 

Todas as candidaturas terão um apoio do QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional) na ordem dos 80%, e Torres Novas só terá de devolver o dinheiro «se não o gastar», sublinhou António Rodrigues. Logo depois lançou ele próprio a pergunta, «Será que os vamos gastar?», para de imediato responder, «Estou convencido de que sim». O prazo para aplicar os fundos europeus estende-se até 2010, havendo algum espaço para derrapagem do prazo até 2013.

 

Os milhões da Europa

 

Os 58 milhões das candidaturas aos fundos europeus irão ser distribuídos da seguinte forma: Para a Educação 24,39%, o que corresponde a 14 milhões, essencialmente para serem aplicados na construção dos Centros Escolares e na requalificação dos estabelecimentos escolares; Para o ambiente irão 50,10%, o que irá corresponder a 29 milhões, a serem investidos no âmbito da candidatura “Águas do Almonda”, que irá proceder aos investimentos necessários para dotar o concelho de uma cobertura de esgotos na ordem dos 82%, e uma franja desse investimento será aplicado na requalificação do sistema de abastecimento de água; A cultura irá receber apoios que correspondem a 11,04% do bolo, com uma dotação de verba na ordem dos 6,4 milhões; A Regeneração Urbana, cujo ex-libris é a obra da requalificação da Praça 5 de Outubro, irá ter 12,21% dos fundos, o que corresponde a um investimento de 7 milhões, que irão também ser aplicados pelos parceiros do município, entre os quais estão as Paróquias de Torres Novas, a ACIS e o CRIT; As acessibilidades terão direito a 2,26% do “bolo”, o que irá corresponder a cerca de 1,3 milhões, que irão ser quase todos aplicados no arranjo da estrada do Alvorão.

 

Luís Miguel Lopes

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Ler Mais...
Jornal O Almonda, 2020 © Todos os direitos reservados