SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 8 Agosto 2020, 09:43

Centenas assistiram à inauguração do Centro Escolar de Assentis e Chancelaria

centro_grd 

O Centenário da República teve o seu ponto alto com a inauguração do primeiro Centro Escolar do concelho de Torres Novas, o Centro Escolar de Assentis e Chancelaria. A data da inauguração, 5 de Outubro, foi articulada de modo a que Torres Novas se associasse às 100 inaugurações do dia, pois por todo o país houve inaugurações semelhantes.

 

Dia de festa

 

Uma enorme multidão acercou-se da entrada do Centro Escolar. Era dia de festa. Era dia para a História do Outeiro Grande, onde o Centro Escolar está localizado. A primeira coisa que o jornalista de “O Almonda” ouviu dentro do novo espaço escolar saiu da boca de um jovem da banda do Outeiro Grande, que lá dentro exclamou: «Ena, bué fixe!».

 

O pasmo e a admiração foram constantes ao longo da visita. Já se sabia que o Centro iria ser um equipamento moderno, com cantinas e computadores, com tudo o que é mais aconselhável e existe para o ofício do ensino e da aprendizagem. Mas entre saber que existe e ver que existe vai uma distância ainda considerável, a distância do sentir, ver, e até cheirar – pois tudo cheirava a novo – de modo que a surpresa e o agrado povoaram a cara dos que ali acorreram.

 

Depois de erguido o estandarte nacional, da comunidade europeia e do município, ao som da “Portuguesa”, tocado pela Banda do Outeiro Grande, foi a vez de visitar o edifício. Percorreram-se as salas, o refeitório, a biblioteca, a sala de computadores, a sala de expressões, e todo o edifício, verificando “in loco” as excelentes condições que o aquele oferece. Em seguida todos se deslocaram para o pavilhão polivalente onde se fizeram as alocuções alusivas ao momento.

 

Luís Miguel Lopes

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2020 © Todos os direitos reservados