SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sábado, 8 Agosto 2020, 06:23

“A Lenda da Borboleta” aposta na inclusão social

p1-f1_grd6

“Num jardim maravilhoso, entre plantas raras e cerejeiras em flor, vivia uma rosa-do-japão”. A mais bela de todas as rosas desencadeia os sentimentos mais odiosos de inveja, egoísmo e vingança. Uma borboleta dourada, delicada e de aparente fragilidade é apanhada neste enredo que culmina num fogo destruidor que tudo transforma em cinzas.

Eis ”A Lenda da Borboleta”, um texto de Rosa Silvestre, pseudónimo da escritora torrejana Maria Lamas, escrito em 1940.

Esta performance artística foi apresentada na Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, em Torres Novas, no dia 4 de dezembro perante um auditório lotado de crianças, nas duas sessões.

Esta peça resulta de um trabalho conjunto de intervenção social de cariz artístico, concebido em parceria pela Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes e pela coreógrafa Marta Tomé (e a escola de dança O corpo da dança) e pelo Conservatório de Música do Choral Phydellius.

Este é um espetáculo onde o mundo da música, da dança, do teatro e da leitura se entrecruzam e fazem brilhar no palco os protagonistas, sendo eles reclusos do estabelecimento prisional de Torres Novas, jovens do Lar de Infância e Juventude do Centro de Bem Estar Social da Zona Alta, jovens do Lar Dr. Carlos Azevedo Mendes, jovens do Centro de Ocupação Juvenil Rosto Jovem e uma turma da Escola EB2/3 de Manuel Figueiredo. Num total de 43 jovens com idades compreendidas entre os 12 e os 14 anos e 5 reclusos do estabelecimento prisional de Torres Novas.

Os objetivos desta iniciativa são assim, promover o direito à educação integral, permitir o cruzamento de mundos, de espaços e a transversalidade a nível artístico, contribuir para a definição de metodologias de intervenção, centradas na especificidade das linguagens práticas e artísticas e na idiossincrasia do individuo e mobilizar e esclarecer a comunidade, para o problema da exclusão social/inclusão.

Célia Ramos
Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2020 © Todos os direitos reservados