SEMANÁRIO REGIONALISTA DE TORRES NOVAS | FUNDADO EM 1918 | ANO CI | Diretor: Nuno Vasco Batista Nunes | Sexta-feira, 7 Agosto 2020, 12:59

Criação de Mega Agrupamentos de Escolas em Torres Novas debatida na Assembleia Municipal

Na reunião da Assembleia Municipal de 21 de Fevereiro, a bancada da CDU, por Cristina Tomé, manifestou o desacordo com esta nova “mexida” nos agrupamentos, com a sua fusão a resultar em dois “Mega Agrupamentos”.

Criticou a deputada municipal a «destruição da escola pública», prevendo que esta fusão vá resultar em «perda de qualidade» de ensino que já se alcançou com os atuais agrupamentos. Mostra-se convencida que a decisão da tutela irá contribuir para o insucesso escolar e apelou à Câmara que tivesse «outra posição», pois o município terá concordado com a proposta do ministério.

Manuel Filipe, do PS, diria mais tarde que tem conhecimento de que as experiências da criação de Mega Agrupamentos no país não estarão a correr muito bem. Porém disse que prefere que sejam criados dois Mega Agrupamentos do que um só, um “Giga” agrupamento, secundando por isso a posição da Câmara.

António Rodrigues confirmou que a Câmara aprovou a proposta do ministério e perguntou: «foram criados dois mega agrupamentos e morreu alguém por causa disso?». Lembrou que Portugal não é um país rico e que há que racionalizar os recursos, considerando que a Câmara não esteve «mal» nesta decisão.

Luís Miguel Lopes

Partilhe!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
Share on reddit
Reddit
Jornal O Almonda, 2020 © Todos os direitos reservados