Home > Política > Estrada do Alto das Pedreiras voltou a reunião de Câmara

Estrada do Alto das Pedreiras voltou a reunião de Câmara

Na reunião pública de Câmara, na terça-feira, dia 19, o vereador da CDU, Carlos Tomé, voltou a pegar no assunto da estrada do Alto das Pedreiras, que liga Lapas a Torres Novas. O vereador lembrou a importância daquela ligação entre as duas localidades, até porque constitui a única alternativa ao trânsito em Lapas. Defendeu o vereador que alguma coisa deveria ser feita para reparar a estrada.

Pedro Ferreira, que presidiu à reunião, disse que o estado da estrada «preocupa» a Câmara e que já foram tomadas diligências para minorar o problema. Lembrou que nesse dia ia a reunião de Câmara a discussão da criação de um fundo de maneio, previsto pela lei, que sendo aprovado iria permitir realizar algumas intervenções pela Câmara para minorar a situação.

Redução de serviços com a CESPA conduziu ao despedimento coletivo de seis trabalhadores

Prosseguindo uma política de redução de despesas, a Câmara de Torres Novas renegociou o contrato com a CESPA, empresa que faz a recolha do resíduos domésticos urbanos, acertando o pagamento de um valor mais baixo pelo serviço, em troca da redução de recolha em algumas áreas. Agora essa renegociação do contrato está a ser utilizada pela CESPA para informar os trabalhadores que prescinde dos seus serviços, procedendo ao despedimento coletivo de seis trabalhadores. Carlos Tomé, o vereador da CDU, procurou saber junto da Câmara se a empresa tinha fundamento para fazer aquelas alegações. E sendo verdade perguntou se senão haveria outra forma de reduzir custos, assegurando-se a manutenção dos postos de trabalho.

Mário Mota lembrou então que em reunião de Câmara se havia aprovado a renegociação do contrato, onde se dizia que os circuitos iam ser reduzidos na sua frequência, bem como algumas situações de “varreduras”, o que conduziria a uma poupança de 120 mil euros por ano. Por sua vez Pedro Ferreira estranhou que a empresa invoque a renegociação com Torres Novas para fazer o despedimento coletivo.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook