Home > Sociedade > A Feira da Golegã já começou

A Feira da Golegã já começou

Até ao próximo dia 11, a vila da Golegã volta a acolher criadores de cavalos, provas desportivas e atividades destinadas aos profissionais, amadores ou simples curiosos do mundo equestre. A 37.ª edição da Feira Nacional do Cavalo e a 14.ª Feira Internacional do Cavalo Lusitano estão a decorrer desde o dia 2 e só terminam no dia de S. Martinho, 11 de novembro.

Esta é a feira em que o país tradicional, rural e marialva se passeia ao longo do renovado picadeiro do largo do Arneiro e dos principais arruamentos da típica vila ribatejana. Por estes dias acorrem à Golegã centenas de milhares de visitantes que por gosto, curiosidade ou tradição anualmente continuam a procurar a Golegã nesta altura do outono. Prova-se a água-pé e a jeropiga e comem-se as castanhas assadas. E é também a altura em que se negoceiam por razoáveis milhares de euros alguns cavalos, sobretudo os mais apreciados da galardoada raça lusitana, enquanto os curiosos e muitos interessados observam o desfile de muitos outros exemplares numa atmosfera que a Golegã torna única.

Ao longo destes dias, dedicados também a São Martinho, haverá lugar para as mais diversificadas iniciativas tendo como elo comum a cultura equina. Concursos de atrelagem, apresentação de cavalos puro-sangue, apresentação de cavalos montados, concursos de saltos de obstáculos e de cavalos de sela, além de um contínuo desfile de amazonas, cavaleiros e atrelagens no largo do Arneiro e jogos de horseball integram um programa cheio de atividades dedicadas ao cavalo.

Em meados do século XVIII, teve o seu começo a Feira da Golegã, chamada até 1972 de Feira de S. Martinho, data a partir da qual passou a denominar-se Feira Nacional do Cavalo, à qual se associou, em 1998, a Feira Internacional do Cavalo Lusitano, sendo hoje a vila que a acolhe considerada como a  “A Capital do Cavalo”.

Célia Ramos

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook