Home > Sociedade > Escuteiros Torrejanos no XXII Acampamento Nacional do CNE

Escuteiros Torrejanos no XXII Acampamento Nacional do CNE

Foi na semana de 4 a 10 de Agosto de 2012, que decorreu no Monte do Trigo, em Idanha-a-Nova, distrito de Castelo Branco, o maior acampamento do Corpo Nacional de Escutas já realizado, mais conhecido por ACANAC. Este, que conta já com 22 edições, é efectuado, normalmente, de 4 em 4 anos, salvo excepções, como o do ano corrente devido à realização do Jamboree Mundial no ano de 2011 (ano no qual deveria ter ocorrido). Estiveram presentes no XXII ACANAC cerca de 17.100 escuteiros Terrestres e Marítimos. Entre eles, 16.948 eram escuteiros Portugueses: 2.800 Lobitos, 6.000 Exploradores/Moços, 5.600 Pioneiros/Marinheiros, 2.100 Caminheiros/Companheiros e 448 membros de staff. Esta grande actividade contou ainda com a presença de escuteiros estrangeiros: 21 escuteiros do Reino Unido, 11 da Suécia, 4 do Luxemburgo, 1 da República Checa, 7 da Suíça, 4 do Paquistão, 17 de Macau, 11 de Espanha, 16 da Tanzânia, 2 da Libéria e 30 da Guiné, fazendo deste acampamento uma grande festa internacional onde imperou a partilha de culturas e o convívio entre povos. O Agrupamento 65 de Torres Novas, marcou, mais uma vez, presença nesta grande actividade com um total de 95 escuteiros. O grupo partiu de espírito aberto, vontade de aprender mais e viver mais, ainda que com algum nervosismo, honrando o lenço e tendo presente a verdadeira essência do escutismo. Orgulhosos no trabalho já desenvolvido e no amor depositado no movimento, o ACANAC criou elevadas expectativas e a ansiedade era total na hora da partida. Ao deixar as famílias na madrugada de 4 de Agosto, o Agrupamento de Torres Novas ia alegre e com boa disposição, como manda a oitava lei do escuta: “O Escuta tem sempre boa disposição de espírito.”

Ao chegar a Idanha-a-Nova, cerca de duas horas mais tarde, o calor fez-se sentir e a multidão também. Cada secção tinha o seu próprio imaginário em torno do qual se regeram as actividades propostas ao longo da semana. Os Lobitos (crianças entre os 6 e os 9 anos), com o tema Conhecer +, “A arca de Noé”, os Exploradores/Moços (jovens entre os 10 e os 14 anos), com o tema Descobrir +, “Em busca da Terra Prometida”, os Pioneiros/Marinheiros (jovens entre os 15 e os 18 anos), com o tema Construir +, “Primeiras Comunidades Cristãs” e, finalmente, os Caminheiros/Companheiros com o tema Viver +, “Escolhas”. Foi assim, que todos juntos, ao longo da semana, trabalharam o grande tema do ACANAC; “Escuteirar, educar para a vida.” Este lema, adoptado pela Organização Mundial do Movimento Escutista, pretende trabalhar na educação e formação de jovens, bem como no seu auto-desenvolvimento para que estes possam crescer e construir uma vida total e plena.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *