Home > Colaboradores > Paulo Lopes dos Santos > IL RISORTO – Um espetáculo em direção à Pascoa

IL RISORTO – Um espetáculo em direção à Pascoa

Contaram-me há dias um pouco acerca do espetáculo musical que estará em cena no teatro Virgínia, preparado numa das aldeias do nosso concelho de Torres Novas, cujos “lucros” irão ser aplicados no apoio a idosos, com a ampliação do lar de Pedrogão.

E disseram-me que o sacerdote que por ali trabalha há cerca de 4 anos, juntamente com os seus paroquianos e amigos locais imaginou a encenação e montagem de uma representação musical para levar à cena ali pelos lugares de Pedrógão. Este jovem padre, sendo originário da zona de Nápoles em Itália, tem conhecimento de como a arte moderna pode ser um instrumento precioso para agregar pessoas de diferentes idades e níveis culturais, como instrumento de nova Evangelização. Não sei como conseguiu, mas teve força para contagiar todos, a trazerem para o palco uma representação dos passos que Jesus Cristo viveu na sua paixão e ressurreição, gerando a grande corrente espiritual na história humana, que é o Cristianismo.

Por vezes diz-se que nas terras mais pequenas não há meios para nada e a divulgação cultural é impossível. Mas parece que estas pessoas não se deixaram intimidar e entre estudantes, empregados fabris e de escritório, domésticas… tudo funcionou bem. Com o sentido de missão, o padre Mário Taglialatela, procurou valorizar os melhores talentos de cada um, como se fosse um maestro perante a sua orquestra. No espetáculo entram cerca de 40 elementos, divididos por um coro, grupo de dança, músicos, pessoal de apoio na carpintaria, electricidade, luminotécnia e sonoplastia…

As roupas a princípio chegaram de Itália – emprestadas por algum tempo – mas entretanto, porque a realização dos espetáculos teria de continuar, serviram de modelo e as pessoas da terra copiaram e costuraram, construindo elas próprias um guarda-roupa de fazer inveja a muitos.

Representaram já em Pedrógão, Vale da Serra e até em Lisboa. Agora vêm a Torres Novas no dia 24 de Março. É a oportunidade para quem gosta de teatro, para quem gosta de arte popular, para quem procura “rock-sacro”, para quem aprecia as iniciativas locais e para todos os que valorizam o sentido da Quaresma. E os bilhetes nem sequer são caros: 5€!, Para os adquirir, basta o contacto com as paróquias e o Virgínia no próprio dia, 2 horas antes da apresentação.

Num ano em que o pessimismo invade as notícias e a crise quase nos deita abaixo, é muito positivo que alguns tenham posto de lado os seus problemas e através da bela representação artística tenham encontrado uma forma de valorizar uma mensagem de sempre, que pode ser um novo alento para muitos.

Aquele pilatos de antes – um ator, operário de hoje – também nos dirá: “não encontro mal nesse Homem…, o que escrevi está escrito!”

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook