Home > Sociedade > ADIRN a desenvolver a região há 20 anos

ADIRN a desenvolver a região há 20 anos

Quando Portugal começou a ter apoio económico da União Europeia, através dos Quadros Comunitários, foi necessário operacionalizar os apoios no terreno. O programa “Leader”, destinado a apoiar o desenvolvimento rural, foi canalizado e aplicado na nossa região através da ADIRN – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte, que integra e actua em seis concelhos, Alcanena, Barquinha, Ourém, Tomar, Torres Novas e Ferreira do Zêzere.

Desde que surgiu o primeiro programa comunitário “Leader” que Torres Novas beneficiou desta associação, com candidaturas aprovadas na área da restauração no Boquilobo, na recuperação dos Moinhos da Pena na Chancelaria, intervenções na Quinta da Rainha, entre outras.

Ao longo de 20 anos a ADIRN, uma das mais antigas associações do género, participou em todos os programas comunitários LEADER, canalizando fundos para desenvolver projectos na região. Por norma os apoios a fundo perdido são até aos 60%, ficando o restante esforço, 40%, a cargo dos promotores dos projectos. Há uma excepção, as instituições de solidariedade social chegam a ter apoios até aos 75%.

O grande objectivo da associação é o de «criar riqueza no mundo rural», explicou a “O Almonda” o Presidente da ADIRN há 17 anos, por indicação do município de Torres Novas, Pedro Ferreira. Pretende-se contribuir «para o combate à desertificação do mundo rural» ao mesmo tempo que se pretende «promover o desenvolvimento económico e social do meio». Todas as candidaturas que de alguma forma venham contribuir para que este objectivo se possa concretizar e desde que possam ser contempladas têm o apoio da ADIRN.

Luís Miguel Lopes

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook