Home > Sociedade > Inundações e maus cheiros preocupam deputados municipais

Inundações e maus cheiros preocupam deputados municipais

 

A questão das inundações em casas particulares, na Meia Via e em Riachos, foi abordada por vários deputados na assembleia municipal de 24 de Junho, mas a voz mais proeminente neste assunto acabou por ser a de um munícipe afectado por este problema, que se dirigiu no final da ordem de trabalhos à Assembleia Municipal. Ainda tendo em final de Junho uma casa de banho “barricada” com medo de que surja algum período de fortes chuvadas, este riachense revelou que a sua casa sofre inundações com regularidade de Janeiro a Maio. Esta situação agrava-se pelo facto de ter dois filhos, ainda crianças, sujeitas a viver nestas condições. O municípe optou por marcar presença na Assembleia Municipal após não ter recebido resposta às cartas registadas que enviou ao Presidente da Câmara Municipal de Torres Novas, António Rodrigues, e ao Presidente da Junta de Riachos, João Cardoso, pelo que o vice-presidente da Câmara, presente na assembleia, Pedro Ferreira, registou a questão para apresentar a António Rodrigues. O Presidente da Junta de Riachos revelou ter conhecimento do assunto e estar a tentar resolver o caso que afecta vários munícipes. De resto, João Cardoso acredita que a esperada intervenção da empresa “Águas do Ribatejo” resolva o problema.

 

As preocupações com a qualidade de vida no concelho incidem também sobre os maus cheiros provenientes da Componatura, o que levou António Lopes (BE) a considerar que os residentes afectados por este problema deviam ter o seu nível de vida como garantidos, o que afirma não acontecer na situação actual. Este pensamento foi complementado pelo presidente da Junta da Meia Via, José Gil, que, ao conjugar esta situação com as inundações, afirmou “ser impossível para nós, na Meia Via, continuar a viver em tamanha imundície”.

 

João Rodrigues

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *