Home > Colaboradores > Joaquim Canais Rocha > Ocupar os tempos livres…

Ocupar os tempos livres…

 

Se os jovens ocupam os seus tempos livres em actividades desportivas, culturais e outras, o que permite estarem sempre em actividade depois das aulas. É uma regra que se aplica aos jovens em crescimento para não se desperdiçarem por caminhos que os podem conduzir a becos sem saída.

 

Mas esta regra também se pode aplicar aos mais idosos que após a reforma, passam a ter todo o tempo do mundo para fazer coisas e ajudar os outros, naquilo para o qual tenha vocação, por exemplo voluntariado. Mas infelizmente uma boa parte dos idosos não conseguem ocupar os seus tempos livres da melhor maneira e, por essa razão, por vezes, sentem-se sós. Sabemos que a nossa sociedade não está devidamente estruturada no capítulo do apoio ao idoso, particularmente aquele que não está nos Lares e que passeia pelas ruas da cidade, na tentativa de passar o seu tempo. Qualquer cidadão se sente útil, apesar da idade, se for chamado a participar nalguma actividade. E muitas coisas os idosos podem fazer, independentemente de irem levar os netos à escola e trazê-los de volta. Mas esses estão inseridos na Família. Mas isso não acontece com todos e muitos vivem só, porque perderam a companheira ou companheiro.

 

Sabemos que não é fácil mobilizar essas pessoas, porque ainda pensam que o seu tempo chegou e que já não são válidos para o que quer que seja. Ora é precisamente o contrário, muitas destas pessoas têm uma experiência de vida que devia ser aproveitada junto dos mais novos.

 

É com satisfação que vemos ainda pessoas nossas conhecidas e que já ultrapassaram os 80/90 anos com a actividade diária normal. São belos exemplos para aqueles que cedo se reformaram e não conseguiram fazer a sua integração numa associação ou colectividade. O voluntariado é das poucas actividades que ainda consegue agregar boas vontades e fazer algo pelo próximo.

 

Esta semana que passou fomos surpreendidos com grupos de idosos de visita à Biblioteca Municipal. Já sabíamos que é muito frequentada, também, por pessoas da terceira idade, que aproveitam as boas condições para ali se estar a ler os jornais do dia. E também é um pretexto para se trocar opiniões e dialogar com outras pessoas. Afinal a Biblioteca Municipal tem uma dupla finalidade: fornecer aos jovens mais conhecimentos, na leitura e não só, mas também ajudar os mais velhos a passar o seu dia-a-dia o melhor possível. O importante hoje, na vida, é ocupar o tempo. Não o desperdice.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *