Home > Colaboradores > Joaquim Canais Rocha > Festa de Natal da Contalmonda

Festa de Natal da Contalmonda

 

Que bom seria este País e o Mundo em geral, se o Natal fosse todos os dias. Costuma-se dizer que o Natal acontece, sempre que o Homem ou a Mulher quiserem. Pois é desta forma que os gerentes e funcionários da «Contalmonda», vivem e trabalham ao longo do ano, num clima de amizade, mas onde a responsabilidade é a palavra de ordem. Pode-se mesmo dizer que o clima de Natal, para lá das vicissitudes do dia-a-dia, está sempre presente no coração desta Família que procura ser exemplo, de que a vida pode ser diferente quando todos procuram trabalhar para o colectivo, que o mesmo é dizer para o engrandecimento da empresa da qual fazem parte e com os graus de responsabilidade distribuídos.

 

Mas tudo isto só acontece porque o espírito empreendedor do casal responsável por esta iniciativa, D. Fátima e Sr. Custódio – sem esquecer os restantes membros da Família – fazem questão de agradecer, neste tempo de Natal, a todos os seus funcionários e familiares, a colaboração prestada ao longo do ano.

 

E mais uma vez isso aconteceu, no passado sábado, dia 11, com a tradicional Festa de Natal da «Contalmonda», e que teve lugar na residência do casal, gerentes da firma.

 

Há vários anos que temos sido testemunha desta bonita festa natalícia, mercê da imensa simpatia de D. Fátima e do Sr. Custódio para com a nossa pessoa e, também, para com o nosso Jornal. O convite chega todos os anos e é sempre com imenso prazer que fazemos questão de estarmos presentes porque reconhecemos que já fazemos parte da Família da «Contalmonda».

 

Apesar das surpresas que a vida, por vezes, nos reserva, a alegria voltou a esta casa, numa noite que é sempre especial para todos, muito particularmente para os Filhos dos funcionários, a sonhar com as prendas que podem receber.

 

A ceia servida, para lá da sua qualidade – uma palavra de simpatia para as cozinheiras – é sempre recheada duma variedade de pratos que fazem as delícias dos mais exigentes pela cozinha portuguesa. Vive-se sempre um ambiente de grande amizade entre todos e, no momento oportuno, umas palavras de agradecimento a todos os funcionários, pela voz sempre emocionada de D. Fátima, com votos de que 2011, para lá da crise, possa ser igual àquele que está a findar. Enquanto não chega o Pai Natal com as prendas, são contadas algumas histórias sobre o Natal, para entreter a pequenada. E o momento desejado chega, com a vinda do Pai Natal, este ano já um pouco velhote – os anos passam, claro – mas ainda com forças para distribuir as prendas aos miúdos, filhos dos funcionários e respectivos pais. Ou seja todos levaram uma pequena lembrança desta simples festa de Natal, mas com um grande significado social e humano. Só nos resta agradecer a D. Fátima e ao Sr. Custódio o convite e toda a simpatia com que sempre nos recebem. E que o ano de 2011 lhes traga todos os seus desejos e alguns sonhos, para a Firma e para a Família. Bem haja.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *