Home > Sociedade > Forum Cidadania – Civilis – “Cultura e Educação – O que fazer por elas”

Forum Cidadania – Civilis – “Cultura e Educação – O que fazer por elas”

 

«O que distingue as sociedades desenvolvidas das atrasadas é a capacidade de aprender»

 

Guilherme de Oliveira Martins, o actual Presidente do Tribunal de Contas, e ex-ministro da Educação veio a Torres Novas, no Sábado, dia 21, a convite da associação Civilis, para falar de “Cultura e Educação” no Ginásio da Escola Maria Lamas.

 

Ao falar de Educação nos dias de hoje, começou por dizer Oliveira Martins, de uma qualquer sociedade que se queira civilizada, estamos a falar das primeiras prioridades. Educação, etimologicamente falando, significa algo que se relaciona com o «despertar das consciências», ao que não se pode desligar da ideia de construir, pois «Educação é também Construção», afirmou.

 

A Cultura tem uma etimologia latina e relaciona-se com «o acto de cultivar», e de «lançar a semente e colher». A cultura da terra, continuou Guilherme de Oliveira Martins, é «a agricultura e a cultura do espírito é a própria cultura». Socorrendo-se de exemplos do estrangeiro o conferencista alertou para o facto de algumas línguas partilharem na mesma palavra o significado da Cultura e Educação, como acontece na língua alemã. «A Cultura é a capacidade de transformar a Natureza e por isso é também algo que se articula com a Educação» e assim chega-se «ao conceito de aprendizagem». E continuou Guilherme de Oliveira Martins, «Não há Escola sem aprendizagem», mas esta, alertou, «Não se resume a aprendizagem à actividade da Escola, pois hoje o que distingue as sociedades desenvolvidas das atrasadas é a capacidade de aprender». E aprender significa saber mais e saber fazer melhor, e sintetizou o conferencista com um ditado popular «Como diz o povo: “O saber não ocupa lugar”», pois «ninguém sai da Escola sabendo tudo».

 

Luís Miguel Lopes

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook