Home > Saúde > Dia Mundial da Diabetes no Hospital Rainha Santa Isabel

Dia Mundial da Diabetes no Hospital Rainha Santa Isabel

 

O Hospital Rainha Santa Isabel assinalou o Dia Mundial da Diabetes, celebrado no dia 14 de Novembro com a realização de um encontro entre doentes com diabetes. Esta confraternização, na tarde do último sábado, veio a superar todas as expectativas por parte da organização do evento. “Marcaram presença cerca de vinte pessoas. Tínhamos pensado nesse número como sendo o ideal para que se pudesse fazer um acompanhamento mais pessoal junto de cada um destes doentes”, explicaram a enfermeira Maria Gracinda e o médico responsável pela Consulta de Diabetes, com quem O Almonda esteve à conversa a fim de fazer um balanço deste dia, assim como, conhecer as causas e o que deve um doente com diabetes fazer ou não fazer.

 

Após uma primeira apresentação o grupo e depois de ser medida a glicemia capilar, ou em linguagem comum, o nível de açúcar no sangue, as pessoas saíram do Hospital para realizar uma caminhada, de maior ou menor percurso, consoante a resistência de cada um e, no final, foi novamente repetido o teste da picada no dedo. A cada doente, de forma individual, foi feito um acompanhamento por parte do médico e enfermeiras presentes, tendo cada um destes doentes sido aconselhados, mediante os resultados desta medição, acerca da melhor forma de tratar da doença. Ficou bem evidente neste teste a importância do exercício físico. Apenas uma boa caminhada faz melhor do que se possa imaginar. Não faltou um lanche, tendo sempre em conta o regime alimentar adequado.

 

O 14 de Novembro foi definido pela Federação Internacional de Diabetes (IDF), entidade vinculada à Organização Mundial da Saúde (OMS), como o Dia Mundial da Diabetes, e introduzido no calendário em 1991, como resposta ao alarmante crescimento da doença registado em todo o mundo, assim como, promover o diagnóstico precoce e dar orientações sobre formas de tratamento adequado, o que ajuda na redução de complicações crónicas da doença.

 

Célia Ramos

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook