Home > Escolas > E.S.Maria Lamas > Ler e aprender sem “copy & paste”

Ler e aprender sem “copy & paste”

 

A biblioteca escolar da Escola Maria Lamas de Torres Novas realizou, no âmbito do “Mês das Bibliotecas Escolares”, no dia 29 de Outubro, pelas 21.00 h, uma acção de formação dirigida aos encarregados de educação, professores e alunos.

 

A acção da biblioteca tem-se tornado progressivamente mais complexa e mais próxima da “sala de aula” com o intuito de colaborar com a escola na preparação dos alunos para enfrentarem a “sobrecarga de informação”. Não será por acaso que Barack Obama proclamou o mês de Outubro de 2009 como o mês da literacia da informação nos Estados Unidos, reconhecendo a sua importância fulcral ao nível da educação.

Nesta caminhada, os Encarregados de Educação constituem um parceiro essencial na formação dos jovens. Considerou-se, assim, importante informar os Encarregados de Educação acerca do plano de actuação da biblioteca escolar que, naturalmente, se cruza com a acção dos professores, nomeadamente de Português e das Áreas Curriculares não Disciplinares.

 

Foram abordados dois temas: a leitura e a literacia. No âmbito do primeiro tema, enfatizou-se a leitura ao longo da vida e a relação intimista que progressivamente se estreita entre o livro e o leitor. “Em que momento comecei a gostar de ler?”, foi a pergunta a que a formadora professora Maria José Brás respondeu, desfiando os livros da sua infância e adolescência. “Tive uma infância rodeada de livros, mas que a dado momento se tornaram insuficientes, pelo que comecei a frequentar a biblioteca”. A preocupação consistiu em “a partir de si” descobrir o que pode despoletar no outro, em especial nos nossos jovens, uma vontade de ler que perdure no tempo. Uma competência que tem que ser aperfeiçoada, e que está correlacionada com o sucesso escolar e com a capacidade de ler o mundo estabelecendo com ele uma melhor relação. Os primeiros livros, o exemplo dos pais, o papel do professor de Português, a biblioteca e os momentos de fruição da leitura, agora alargados a tantos suportes, são os factores que podem “despoletar a centelha”.

 

Seguiu-se um momento especial de leituras encenadas de textos, por alunos do 7º, 9º e 10º anos, sob orientação do professor Feliciano Pipa. Os textos ditos centralizaram-se na relação entre sentimentos e as palavras que os expressam, mediadas pelo livro.

 

A concluir, a coordenadora da BE/CRE, professora Maria do Céu Rodrigues, reflectiu sobre a importância de melhorar os níveis de literacia dos alunos e apresentou o plano de acção em curso nesta área. Procedeu à caracterização da situação geral dos alunos, que revelam graves dificuldades em lidar com a informação disponível, e expôs um “modelo de literacia” que se pretende disseminar nas aulas, com a colaboração da biblioteca escolar. Este modelo pretende ajudar os alunos a distanciarem-se do plágio, – mais conhecido como “copy & paste” que apenas lhes cria a  ilusão de que estão a aprender –  disponibilizando-lhes ferramentas essenciais para tratarem a informação, com reflexos duradouros no seu crescimento intelectual. A apresentação do modelo e os guiões associados estão disponíveis em   http://bibescolas.ccems.pt.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook