Home > editorial > Editorial

Editorial

O poeta latino, Horácio, criou a expressão “Carpe Diem” que poderá ser como que uma orientação de vida. Carpe Diem quererá dizer, aproveita o dia ou vive o tempo presente, usufrui da vida que te é dada a cada momento. Sábia recomenda- ção, quando tantos de nós vamos pela vida sem realmente viver em autenticida- de, tantas vezes, perdendo-nos em futilidades e questiúnculas. Passamos superfi- cialmente pelas coisas sem saborear o que a vida nos pode dar. Esta é uma civili- zação apressada, parece estar fora de moda parar para atentar nas coisas. Não paramos para ver, passamos sem olhar uma paisagem, um pôr-do-sol, sem atenção àqueles que vão ao nosso lado pela estrada comum da vida. Vamos distraídos ou perdidos sem um horizonte, sem buscar um sentido. E, com as pressas, enganamo-nos no caminho e, tantas vezes, já não podemos corrigir o erro.

Estamos agora em pleno verão, um tempo propício ao lazer e à diversão e, muitas vezes, em vez de fazer destes dias momentos de descanso e de recuperação do desgaste que a vida profissional durante o tempo de trabalho nos traz, continuamos a viver a vida apressada de todos os dias ou não sabemos fazer das férias o repouso merecido e necessário. E quando olhamos à nossa volta reparamos que os longos dias de verão se vão encurtando, que as férias estão a chegar ao fim e nós não soubemos aproveitar o tempo de repouso e regressamos à vida profissional tão cansados e saturados como no início das férias.

Então, como os antigos nos recomendaram, aproveitemos o breve tempo que nos é dado. “Carpe Diem”.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook