Home > Teresa Tapadas > Minha boneca das caixas

Minha boneca das caixas

O dia começou cedo pois o batizado ou como se diz no Alentejo do meu pai, o batizo da criança está marcado para o meio dia na Igreja Paroquial de Riachos. Acordou bem disposta como de costume. Rosadinha e sorridente que dá gosto! Tem 6 mesinhos e três dias mas está desenxovalhada que dá gosto ver. Leite materno tem sido a base da sua alimentação e por falar nisso há que lhe dar o pequeno-almoço. Leitinho bebido, fralda trocada há que esperar pela fotógrafa para começar a vestir. Ei-la. Mesmo à hora marcada! Assim é que eu gosto. Durante quase hora e meia fizemos tudo segundo manda o ritual … e ela sempre feliz e contente. Não é por ser minha filha ou talvez até seja, mas parece mesmo uma boneca!!! Uma boneca das caixas! Está tão bonita. Guardo da minha infância, a memória de ver as bonecas mais bonitas e também as mais caras, dentro de bonitas caixas que tinham película transparente grossa à frente, para as podermos ver e desejar mas para que as mesmas não apanhassem pó. E agora, aos 27 anos, tenho uma! Mas esta é de carne e osso e dentro em breve vai dizer mamã. Veste o meu vestido de batizado! É branco, todo bordado e tem uma touca. E eu estou tão Feliz. Estou eu e está toda a família! Para madrinha escolhi uma amiga de há uns anos a esta parte mas que o coração me grita que será para toda a vida. E isto vem a propósito de ter completado no mês de junho, mais um aniversário. Beijinho minha querida Suzana Angeiras e obrigada por teres aceite o meu convite pois TUDO ISTO EXISTE, TUDO ISTO É TRISTE (beijinho minha filhota Beatriz) TUDO ISTO são COISAS e CENAS & CENAS e COISAS.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook