Home > Saúde > Enfermeiro de Família

Enfermeiro de Família

Por: Enf.ª Otília Raimundo

O dia Internacional do Enfermeiro celebra-se a 12 de maio. Foi criado pelo Conselho Internacional dos Enfermeiros e a data escolhida remete para o aniversário de Florence Nightingale, considerada a fundadora da Enfermagem. Este dia celebra-se para homenagear os enfermeiros e relembrar a sua importância na prestação de cuidados de saúde à população. Tal como Wanda Horta definiu a enfermagem é “Gente que Cuida de gente”. Ser enfermeiro de família Os cuidados de saúde primários são a primeira linha de atendimento dos serviços de saúde. A prevenção está na linha da frente. O enfermeiro nos cuidados de saúde primários educa na prevenção de doenças, promove estilos de vida saudáveis e ajuda a lidar com a doença crónica. Trabalha com o simples objetivo de beneficiar ao máximo a saúde do seu utente. Ser enfermeiro de família é ser um profissional de saúde, de referência às suas famílias, presente, disponível, um enfermeiro que atua nas diferentes fases da vida do utente, desde o nascimento até à terceira idade. Ser um enfermeiro de família é ser alguém com conhecimento de causa, um profissional com conhecimentos vastos, que pode ouvir, ajudar, resolver, tratar ou encaminhar, sempre
com a consciência no bem-estar do utente. É ser aquele profissional que acompanha as suas famílias nas várias etapas de vida. É ser um profissional que numa hora trabalha dentro de quatro paredes e que na hora seguinte trabalha na rua, o que permite um reconhecimento do ambiente familiar do seu utente, traduzindo-se na compreensão do envolvimento social, cultural e familiar das suas famílias, e na perceção de quando deve intervir, como intervir e quem envolver nas suas intervenções.
Ser Enfermeiro de Família é estar onde e como as famílias precisam que esteja!

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook