Home > editorial > Editorial

Editorial

No início, quando o Cris tianismo se começou a difundir pelo Império Romano, sofreram os cristãos cruéis perseguições por parte de certos imperadores. Foi a chamada “era dos mártires” em que muitos homens e mulheres, só por terem uma determina- da Fé, sofreram cruéis tor- mentos e a morte. Ao longo da história do Cristianismo, algumas vezes, acon- teceram perseguições de modo pontual por intolerância religiosa ou cultural. Mas pensava-se que a época dos mártires pertencia ao passado. Contudo, nas últimas décadas, as
comunidades cristãs, sobretudo na África e no Médio Oriente, comunidades que ali estão desde os tempos do Cristianismo inicial, são marginalizadas e perseguidas. É certo que algumas vezes os cristãos em vez de cumprirem o mandato da prática do amor também perseguiram e foram intolerantes, mas isso pertence ao passado. Hoje luta-se por um mundo intercultural em que se respeite o outro nas suas ideias e no seu ser. Ainda hoje olhamos com espanto e indignação para o que aconteceu no Sri Lanka, em que foram assa- ssinadas centenas de cristãos, muitos feridos e igrejas destruídas. Isto, signifi- cativamente no domingo de Páscoa, quando pacificacamente celebravam a festa maior da sua Fé. O mundo vai por caminhos perigosos quando se pratica a intolerância e o ódio. É tempo de cultivar nas famílias, nas escolas, na prática cultural dos estados a aprendizagem de que a cor da pele ou as convicções religiosas não são motivo de separação e de conflito entre os homens.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *