Home > Crónicas > Quaresma – Um grande guarda-redes

Quaresma – Um grande guarda-redes

No Domingo dia 7 de abril, desloquei-me num dia chuvoso e cinzento, ao nosso Estádio Municipal, para presenciar mais um encontro de futebol a contar para a 1ª Divisão Distrital de Santarém.

O jogo colocava frente a frente o nosso Clube Desportivo de Torres Novas, contra o 1º classificado na altura, o Coruchense, que nos visitava para poder manter a liderança, enquanto os nossos amarelos lutavam para fugir à despromoção. Devemos referir que éramos bastante poucos a assistir, pois as nossas gentes pouco ligam ao futebol local e preferem outras diversões de que os nossos dias são fartos.

Mas devo informar-vos que os jogos dos campeonatos distritais ainda nos “dizem” alguma coisa, ainda nos cheiram a honestidade e o amor à camisola, ainda é praticado, quer pelos jogadores e técnicos, quer pelos directores com arreguenho e brio enormes. Este futebol pode não contar com estrelas maiores do nosso desporto, mas há ainda nele muito de verdade e de desportivismo, muito suor nas camisolas.

E é bom referir que os amarelos fizeram uma péssima primeira volta, foram algumas vezes os lanternas vermelhas mas, iniciada a segunda volta com o novo técnico e torrejano Afonso, a equipa como que se transformou e são verdadeiros guerreiros a lutar pelas suas cores, só tendo perdido uma vez em Amiais de Baixo e de grande penalidade, para além da hora.

Voltámos a ser temidos e considerados difíceis de vencer e temos conseguido subir na classificação, estando quase a salvo da descida.

Nesta partida com o Coruchense, toda a equipa lutou para pontuar e o resultado final, empate um a um, é disso prova, pois um pontinho sabe muito bem para a não descida.

O Coruchense, mais bem apetrechado e com um orçamento muito elevado, foi neste domingo superior em jogo jogado e em oportunidades, mas a garra dos amarelos
compensou bem esse desnível.

Não queria destacar ninguém, mas sou forçado a elogiar a brilhante exibição do nosso guarda-redes Quaresma, que com uma dezena de defesas de superior dificuldade, foi a meu ver o melhor homem em campo, devendo-se muito a ele o resultado final alcançado. A tal ponto gostei da sua exibição que recordei os grande guarda-redes que o Torres Novas sempre teve, desde o Bué, Ilídio, Manuel Joaquim, Giesteira, António José, Chinã, Casimiro, Rui Pinheiro, José Júlio, Sousa e Vitor Alves e outros cujo nome não me ocorre. E também recordei uma excelente exibição de um guarda-redes do Tramagal, contra o CDTN no Almonda Parque (Quintal do Zé Maria), de seu nome Bonito, que nessa tarde, também cinzenta, defendeu tudo o que era possível defender, merecendo, ao longo do jogo e sobretudo no final do mesmo, uma enorme salva de palmas de todos os torrejanos presentes, que eram muitos. Uma assistência a aplaudir o guarda-redes da equipa forasteira é quase inédito, mas a exibição do nosso Quaresma, isso me fez lembrar e só lamento que estivessem tão poucos a assistir e que as nossas televisões só passem os jogos ditos grandes. Parabéns Quaresma e parabéns a todos os que ainda suam as nossas cores e são autênticos guerreiros sem quase nada ganharem em troca.

Aos leitores fica um apelo, para se tornarem sócios do nosso CDTN e que passem a acompanhar as nossas equipas de vez em quando.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook