Home > Crónicas > A Lampreia – (Com vossa licença)

A Lampreia – (Com vossa licença)

Costumamos ser sete ou oito,  mas hoje estamos reduzidos a três e como o assunto é gastronomia, mais propriamente um arrozinho de lampreia feito com a mestria do senhor Silvério, ali no Falagueiro, muito perto da Asseiceira, somos menos mas vamos ultrapassar esta tarefa, para muitos arrepiante, mas para outros, onde nos incluímos, um manjar dos deuses.

Ela é a lampreia bem cozinhada, ele é o arroz de cabidela de lampreia, ele é a salada de alface para averdejar a coisa, tudo bem regado com um belo vinho verde tinto do Norte do país, onde ele se bebe em malgas e onde mata a sede a milhares de pecadores.

Costumamos ser sete ou oito, mas hoje para mantermos a tradição e em homenagem aos desgostosos faltosos lá vamos ao tacho molhando pãozinho quando se acaba a lampreia e o arroz.

O Silvério já nos trata como se da família fossemos, e sempre bem acompanhados por outros confrades, que normalmente enchem as mesas do pequeno espaço, lá vamos conseguindo, ano após ano, deitar o bicho abaixo.

E o curioso é que o Silvério é o dono do estabelecimento, de seu nome “Ninho da Águia” em honra ao seu Benfica  e nós, os três que sobejamos, até somos do Sporting, mas isto já lá não vai, nem com a bênção da águia.

E já sabemos que ao sair nos despedimos sempre num até para o ano ou até qualquer dia qua a malta entenda por bem voltar a reunir-se, se bem que a mesma só terá lugar se o amigo Silvério garantir a frescura e o bom estado do bicho.

E agora, após a comezaina e este escrito, desejo bom proveito a todos os que gostam.

Aos outros os meus respeitos mais profundos lamentando que não apreciem ou mesmo que detestem, pois a coisa tem que ser vista por ambos os lados e se todos gostassem do vermelho o que seria do amarelo ?

E em jeito de conclusão, aviso de nova convocatória e desta vez seremos seis, mas o manjar desta vez  será uma bela açorda de sável, que nesta época do ano se recomenda nestas zonas ribeirinhas.

Confesso que já estou a fazer dieta… 

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *