Home > Saúde > Dormir às escuras

Dormir às escuras

Por: Fábio Carvalho

Sim, em pequeno nunca fui muito fã de dormir às escuras, acho que acontece um pouco com muitas crianças. Era medo ou algo parecido. Hoje em dia já não consigo dormir sem estar completamente às escuras e sem qualquer tipo de ruído à minha volta.

Aparentemente dormir às escuras traz-nos muitos benefícios. Um estudo da Universidade de Granada (Espanha) permitiu concluir que dormir completamente às escuras pode ajudar a controlar melhor a diabetes mellitus, uma doença metabólica crónica provocada pela insuficiente produção de insulina pelo corpo.

Essa quantidade insuficiente de insulina provoca excesso de glucose no sangue, pelo que os
doentes têm que controlar ao longo de toda a sua vida os níveis, injetando insulina, seguindo uma dieta alimentar saudável e praticando exercício físico. Segundo explica o Jornal Espanhol ABC a equipa de investigadores da Universidade de Granada demonstrou que a melatonina, uma hormona segregada de forma natural pelo corpo humano, ajuda a controlar a diabetes, já que aumenta a secreção da insulina, reduz a hiperglicemia e a hemoglobina glicada e diminui os ácidos gordos livres.

A escuridão da noite favorece a secreção desta hormona, razão pela qual os investigadores acreditam que dormir completamente às escuras pode ajudar a controlar a diabetes associada à obesidade e os fatores de risco associados.

Para além disto, quando dormirmos com luzes ligadas, o nosso dia já não corre tão bem. A metade do nosso cérebro não descansa porque ele não produz melatonina, isso é um hormónio produzido pelo nosso cérebro quando estamos no escuro e num momento calmo. Esse hormónio é importante porque causa sono. A melatonina é responsável por regular o sono, ou seja, quando os níveis de melatonina do organismo aumentam, eles ajudam a dormir melhor. Por isso, é importante eliminar do ambiente qualquer fonte de som, luz, aroma ou calor que possam acelerar o metabolismo e impedir o sono, mesmo que não percebamos.

Diz-se que se não produzirmos melatonina podemos ficar muito doentes, por exemplo, podemos desenvolver cancro da mama, diabetes e gordura corporal.

Uma exposição frequente à luz durante a noite pode favorecer a depressão e causar problemas de aprendizagem e memória, conclui um estudo feito pela Universidade Johns Hopkins, nos EUA. Este estudo foi feito com ratinhos.

Os animais foram submetidos a ciclos de 3,5 horas de luz e, em seguida, 3,5 horas de escuridão. “É claro que você não pode pedir que os ratos digam como se sentem, mas vimos um aumento no comportamento depressivo deles, incluindo a falta de interesse por açúcar ou pela busca de prazer”, disse o biólogo Samer Hattar, responsável pelo estudo.

As cobaias deprimidas também se movimentavam menos, não aprendiam mais tão rapidamente nem se lembravam das tarefas. Além disso, esses ratos não demonstravam interesse por novos objetos, em comparação com os ratinhos que ficaram no escuro.

Um estudo em 1999 dizia que dormir com a luz acesa pode deixar as crianças com riscos de ficarem com miopia. Bem, eu não sei se foi por causa disso que eu fiquei. Mas pelo sim, pelo não, acho melhor apagarem por aí a luz em casa à noite, e uma boa noite a todos.

 

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *