Já se dissipam os ecos do carnaval, essa época festiva e que muitos aproveitam para quebrar amarras sociais e darem um pouco de colorido à vida. Ainda bem: o carnaval liberta e é alegria.

Mas agora começa, para o povo cristão uma outra época, um outro tipo de alegria, mais serena, mais íntima.

É um tempo de preparação para outra alegria maior que há de vir, celebrada com a exclamação de S.Paulo: Morte, onde está a tua vitória?!

Com efeito, este tempo penitencial que é a Quaresma, aponta para a maior festa cristã em que se celebra a Ressurreição. Por isso este não é um tempo de abatimento e de tristeza mas de celebração do triunfo da vida sobre a morte. É esta bela certeza, que conduz a caminhada de um cristão, de que a vida não se abate, nem se anula aos pés da cruz, mas se ergue e se transfigura numa outra vida, que nos leva para a festa da Páscoa.

A existência humana, assim, ganha sentido e, libertos do absurdo da morte, somos convidados a caminhar através do deserto, não abatidos e tristes mas olhando para um outro horizonte que nos é oferecido.

Este é, pois, um tempo favorável de conversão na caminhada para a Terra Prometida que exige estarmos atentos e correspondermos.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *