Home > Crónicas > Pica-paus, mensageiros da primavera

Pica-paus, mensageiros da primavera

Uns dias após o regresso de umas jornadas superinteressantes em latitudes tropicais (Ilhas Virgens Britânicas, São Cristóvão e Nevis, Antígua e Barbuda, Guadalupe, Martinica), estávamos muito sossegados a ler quando ouvimos uns clangores em estilo stacatto — parecidos com o bater num teclado — com origem numa árvore do outro lado da rua. Fomos verificar o que se estava a passar e descobrimos, entre os ramos de um velho ácer, um magnífico pica-pau.

Não era o Woody Woodpecker dos desenhos animados “walterdisneyanos” da nossa juventude, primo do Daffy Duck (Patolino) e do Bugs Bunny (Pernalonga). Quem não se lembra da série “Woody Woodpecker Show” que, nas décadas de sessenta e setenta, foi apresentada no programa “Lanterna Mágica” da RTP? Desapareceu há muito, quiçá vítima da censura do “politicamente correto”.
Seja como for, este era mesmo um “Pileated Woodpecker” (Dryocopus pileatos), espécie bastante comum tanto no Canadá como nos Estados Unidos. Trata-se de um tipo de aves trepadoras que nos dão imenso prazer quando as avistamos. Recordamos ter visto pela primeira vez um pássaro desta família em um pinhal torrejano. Foi há dezenas de anos e ele era muito mais pequeno. Talvez fosse um pica-pau-galego (Dendrocopus minor), que ainda hoje se pode observar esporadicamente na nossa região.
Já tínhamos apontado no livro de observações a passagem de outros pica-paus malhados pelo comedouro, com sebo e sementes, que colocamos no quintal durante o inverno. Um vizinho que tem excelentes conhecimentos nesta matéria garante que são os melhores arautos da primavera, quando aceleram o tamborinar com os bicos nos troncos ocos ou com moléstia.

Esperamos que assim seja, pois quando aterrámos em Montreal o termómetro marcava 25 graus negativos e toda a gente estava ansiosa para ver chegar a primavera.

 

 

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *