Home > Bolo de Cabeça > Nuno Vasco uma presença assídua e cativante

Nuno Vasco uma presença assídua e cativante

No ano de 1978, o bem conhecido “torrejano de coração” Nuno Vasco chegava a Torres Novas, por decisão dos pais, a viver até então em Lisboa, com o coração partido, como qualquer criança que deixa para trás os amigos e o meio que conhecia.

Enquanto os pais abriram um novo negócio, um restaurante, o antigo “Ibérico”, mais conhecido por “Viseu”, Nuno Vasco fazia novos amigos e praticava desporto no Clube Desportivo de Torres Novas. Para quem não se lembra, o restaurante Ibérico ficava na Travessa do Correio, numa rua estreita perpendicular à Rua Alexandre Herculano. No Clube Desportivo começou pela patinagem artística mas depressa abandonou esta modalidade para vir a abraçar o hóquei em patins no ano de 1980, tendo sido mesmo atleta de alta competição. “Aí senti-me realizado com o festejar dos golos, com as vitórias sofridas, com os jogos que fiz com febre, mas por amor à camisola era capaz de tudo. Assumidamente sempre fui um lutador”.

Ler mais na edição impressa…

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook