Home > Colaboradores > Messias Martinho > Confúcio, grande filósofo

Confúcio, grande filósofo

Ao ler textos da obra “As grandes Personagens da História”, interessei-me por este nome, em chinês Koung Fou Tseu, o mais famoso pensador e político do seu país, que podia hoje salvar a humanidade com os seus princípios orientadores da convivência cívica.

De facto, deparei-me com o perfil de um homem do século VI a.C. do período das primaveras e dos outonos, muito para cá do seu tempo, porque se guiava pelas orientações da moralidade pessoal e governamental, da ética nas relações sociais, da justiça e da sinceridade, pensamentos designados como sendo dos sábios.

Para nos situarmos melhor no tempo, vale dizer-se que se está a falar de uma personalidade que viveu no século dos grandes filósofos gregos Sócrates e Platão, e também no de Buda, na Índia, que desenvolveram as grandes linhas do pensamento dos respetivos meios culturais.

É caso para perguntar o que aconteceu à humanidade entretanto, e porque se apagou tanto conhecimento ao longo de tantos séculos, mas como alguém diria, inundados de guerras e mais guerras, e de engrandecimentos pessoais, na busca dos fins sem olhar a meios.

Aliás, Confúcio, um dos maiores defensores da paz, viveu no meio de guerras constantes, pelo que a sua vida foi de extrema dureza, sendo obrigado por necessidade a desenvolver todo o tipo de trabalho, o que não o impediu de aos quinze anos dominar quatro mil carateres da escrita chinesa, o suficiente para compreender mais de noventa por cento dos textos.

Chegou a ser filósofo da corte, mas não se conhece nenhuma obra que tenha deixado, contudo a sua filosofia foi perpassando até hoje, havendo mais de sete milhões de seguidores em vários países do mundo.

Cito frases conhecidas deste pensador: ”O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros”. “Foge por um instante do homem irado, mas foge sempre do hipócrita”. “Escolhe um trabalho de que gostes e não terás de trabalhar nem um dia da tua vida”.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook