Home > editorial > Editorial

Editorial

Quando passamos por situações dolorosas é bom sabermos que não estamos sós; é bom sentir um braço amigo que nos ajuda a erguer e a suportar o peso da vida. A presença do outro, na doença ou na morte nada altera, aparentemente, a realidade. Mas o outro ao postar-se ao nosso lado diz-nos que está ali comungando da nossa dor, partilhando do nosso sofrimento.

A solidariedade diz-nos que não estamos fechados na solidão. E o que parece insuportável transfigura-se e, por mais pesada que se apresente a situação, a solidariedade irmana-nos uns com os outros partilhando a mesma condição humana. É isto que é ser humano: estar com o nosso semelhante na sua fragilidade, nas situações mais precárias da vida.

Por estes dias os meios da comunicação têm insistentemente noticiado a tragédia ocorrida em Málaga com a criança que caiu num profundo e estreito poço. Não sabemos neste momento qual vai ser o desfecho de toda esta situação. Mas olhamos com alguma emoção para a solidariedade com que tantos acorreram com meios ou com a simples presença para dizer aos pais da criança que eles não estavam sozinhos na dor.

Para além do desespero podemos ser construtores da esperança. E tudo isto me leva a pensar num conto de Sophia que nos diz que por mais fundo que seja o abismo onde caímos do outro lado está alguém para nos ajudar.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook