Home > Bolo de Cabeça > Expurgar os traumas pela arte

Expurgar os traumas pela arte

A exposição de Joana Falcão, inaugurada no domingo, dia 20, no Convento do Carmo e que se prolonga até dia 1 de março, propõe uma abordagem incomum, se não for inovadora, de expurgar os traumas pela arte. “Sem verso não há face” revisita obras anteriores, muitas explorando a materialidade do trauma enquanto meio de exploração artística.

 

Ler mais na edição impressa…

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook