Home > Crónicas > Ai o que eu passei só por te amar

Ai o que eu passei só por te amar

Mesmo sabendo que não gostavas de mim fui investigar e descobri que és um grande malandrim. Apareceste do nada e fiquei encantada. Levaste-me ao paraíso como se fosse um feitiço. Tu eras aquele que eu mais queria para me dar todo o amor que eu tinha perdido. Ai o que eu passei só por te amar. Não comia, nem bebia e um dia acordei com anemia. Tu passavas o tempo a beber e a fumar enquanto eu não parava de trabalhar. Vida de malandrim é assim. De semana deambulavas rua abaixo a coxear e a mendigar. Ao fim de semana ias dançar.

Ai o que eu passei só por te amar, o que tive de aturar enquanto desfilavas o teu mal-estar. Mal entravas em casa o meu coração parecia um vulcão em erupção. De príncipe maravilhoso passaste a ser um monstro horroroso. Ai que tola que fui por me ter deixado levar pelo teu sorriso radioso. Acusaste-me de ser ingrata. Logo eu quando te conheci me senti grata. Eu não sei que mais posso ser e fazer para não me fazeres sofrer. Foram tantas as noites que passei sem dormir, tantas pancadas no meu corpo sofrido. Agora sei que tudo o que te dei, tu nunca me deste a mim. Chegou a hora de tomar uma grande decisão. Quero ir para casa, ganhar asas e voar para os braços de minha mãe. Deixei-te sem rasto numa noite de trovoada, quero nascer de novo num lugar junto ao mar. Caros amigos leitores este foi um texto baseado em casos reais de mulheres que no nosso país cada vez sofrem mais de violência doméstica. E 2018 morreram muitas mulheres às mãos dos seus companheiros, maridos e até namorados. Não é fácil descobrirmos estas pessoas que vivem de aparência, mas no íntimo do seu lar espancam as suas mulheres. Costuma dizer-se que no melhor pano cai a maior mancha. Cada frase que escrevi foi inspirada em algumas músicas portuguesas. É bom sair um pouco do caminho habitual. A mensagem continua cá sempre. Resta-me desejar-vos um 2019 com muita luz para iluminar os vossos caminhos.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *