Home > Ana Correia > O ciclo negro continua

O ciclo negro continua

A passada semana foi sinónimo de mudança para a equipa sénior do Clube Desportivo de Torres Novas, com a mudança de treinador. Nando Costa, após uma série de derrotas consecutivas, chegou a acordo com a Comissão Administrativa do clube, deixando o comando técnico. O seu lugar foi rapidamente ocupado por Afonso Alves, uma figura bem conhecida da casa e do futebol distrital. A equipa do CDTN teve encontro contra o Ferreira do Zêzere, mas em campo não se fez sentir as consequências da semana de mudança que viveram. A partida começou bem para os Amarelos, que se adiantaram no marcador. A equipa da casa respondeu da melhor maneira possível, restabelecendo a igualdade. A pouco e pouco, os torrejanos começaram a ter cada vez mais dificuldades enquanto que o adversário foi implementando o seu tipo de jogo, mostrando superioridade. No jogo de estreia à frente da equipa sénior, Afonso Alves foi expulso ainda no decorrer da primeira parte, sendo obrigado a assistir ao resto do jogo, longe do banco de suplentes. O caso foi ficando cada vez pior e, ao intervalo, os torrejanos já perdiam por 3-1. No segundo tempo, o jogo voltou a ser mais do Ferreira do Zêzere. Estavam seguros no resultado e em termos de jogo jogado mostraram que estavam melhores que os homens do Torres Novas, marcando o quarto golo. Os Amarelos reagiram de igual forma, mas já estava perto o apito final e o resultado acabou por ficar consumado, com a derrota por 4-2. Durante o tempo de jogo, o CDTN teve vários erros defensivos e nem o ataque foi eficaz, daí surge o principal motivo da derrota. Quem também contribuiu, em parte, para este resultado, foi a arbitragem de João Conde, auxiliada por Daniel Godinho e João Lopes, que erraram em muitas das decisões, prejudicando o Torres Novas. O Ferreira do Zêzere, a avaliar pela sua exibição, foi o justo vencedor. O ciclo negro do Torres Novas parece não ter fim à vista e nem com a mudança de treinador a vitória apareceu.
O

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *