Home > Crónicas > Praias fluviais no Rio Almonda?

Praias fluviais no Rio Almonda?

Mais ou menos por todo o país, onde existam rios de média dimensão, onde as suas margens possam sugerir locais de prazer para as comunidades, tudo se tem encaminhado para a criação de muitas praias fluviais, que se têm multiplicado por zonas antes afastadas do turismo e que nos nossos dias servem às mil maravilhas para serem substitutas das nossas praias de mar, muitas e muito belas, mas que apenas dão aos utilizadores, o sol, o mar e a areia e muita confusão, e para quem quer descansar passou a ser moda variar, procurar os verdes das florestas e a frescura dos campos, a calma e o encanto de represas fluviais, a paz de espírito e o rejuvenescimento do stress diário e são muitos os que buscam esses locais privilegiados. Nessas regiões e lembro apenas por exemplo, a região de Pedrógão Grande, de Góis, do Agroal, dos Olhos de Água e em muitas outras o desenvolvimento turístico tem sido bastante razoável. Ora acontece que o rio Almonda, tem desde a sua nascente, vários locais paradisíacos que poderiam ser mais bem aproveitados e chamar até nós muitos turistas, desenvolvendo o concelho e mostrando a todos os que nos visitassem o valor da nossa gastronomia e dos nossos produtos agrícolas, bem apelativos. Aliás antigamente, as nossas gentes faziam romarias aos fins de semana para usufruir das sombras das florestas e da frescuras das águas do nosso rio. No Vale, às portas da cidade, temos a Ribeira do Alvorão, perto do Parque de Campismo, que com relativamente pequenas despesas se poderia transformar numa bela praia fluvial e coloco-me ao lado de todos aqueles que têm solicitado isso mesmo, juntando à sua a minha humilde voz. Um local com bom apoio de praia, sanitários, chuveiros, bar e restaurante típico seria um ótimo início de que Torres Novas e o nosso Almonda se tornasse conhecido pelo rio das praias fluviais. Pois para além desse local, todos conhecemos a “praia” dos Mesiões, a “praia do Choupal da Ribeira”, a já existente “praia da Ribeira Branca”, que poderiam tornar o nosso Rio como um polo turístico inédito e de numa área relativamente pequena, se transformasse o nosso Rio Almonda como o paraíso das praias fluviais no centro do país, respeitando-se o que a natureza nos dá e sem recurso a artificialismos exagerados. Pequenas e belas praias, com a nossa boa gastronomia a ajudar, seriam um excelente cartão de visita para trazer até nós, mais e mais visitantes, que dessa forma também visitariam o nosso castelo, as grutas de Lapas, o Paúl do Boquilobo, o Museu Carlos Reis e muita coisa de interesse que temos na nossa cidade e que urge dar a conhecer. O nosso Almonda, finalmente despoluído, e esse será sempre o ponto de partida, passaria a ser conhecido como o Rio das Praias do Centro de Portugal, e os nossos frutos secos, o nosso figo preto, os cabritos cozinhados pelos nossos mestres sem estrela “Michelin” e repito, as nossa praias fluviais, seriam e penso que possam vir a ser a nossa realidade futura. Temos bons arquitetos e bons técnicos que podem fazer os estudos adequados a essas praias. A coisa a fazer-se terá que ser pensada e ponderada, feita a pouco e pouco, etapa a etapa. A ideia que repito não é minha, penso que tem pernas para andar. Assim quem pode que mande e estude e os munícipes que ajudem, com críticas sim, mas de preferência construtivas.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook