Home > Colaboradores > Madalena Monge > Dias de chuva, noites de luz

Dias de chuva, noites de luz

Estou tão contente que nem sei por onde começar a desenrolar o fio do meu pensamento de coisas tão boas que tenho para escrever. No sábado, dia 24 de novembro, já era noite quando deixei o Convento do Carmo. Chovia bastante. Mas foi gratificante ver uma sala cheia de pessoas amigas do jornal O Almonda. Cem anos é um longo caminho e tomaria muitos de nós chegarmos a esta honrada idade. Adiante. Ao passar pela Avenida fui presenteada com uma passadeira de enfeites de Natal e vejam só com as luzes acesas. É caso para dizer que saímos das trevas para a luz. Vestiram as ruas com vestidos de lentejoulas e brilhantes. As pessoas saem à rua, tiram fotografias e partilham nas redes sociais. Espetáculo. Mas há sempre alguém que se sinta indisposto no meio da folia e declama os prós e os contras. Sinceramente que má disposição é esta? Do que nos vale mencionar que ao longo do ano sair à noite em Torres Novas é como andar aos gambozinos. O melhor é levar um pau e uma pilha para nos ajudar a não tropeçar nalgum buraco. E se formos para a rua de São Pedro nem o Santo nos salva, tamanha é a brutalidade de altos e baixos que encontramos. E já nem é seguro ir dar uma volta ao Jardim das Rosas e muito menos aventurar-se pelas ruelas e vielas. Do que nos vale opinar a vinda do Ministro do Ambiente assinar protocolos quando o nosso rio mal consegue respirar e a Ribeira da Boa Água cheira cada vez pior? De que vale lutar pelo nosso cantinho, quando se partirmos um dedo temos de ir ao hospital de Abrantes? E pronto lá estou eu a alongar-me. Não eram estas palavras que estavam previstas, mas caí numa poça de água enlameada numa estrada das aldeias do nosso concelho. Que chatice. Como somos pequenos com alma enormes vamos mas é aproveitar a iluminação e comer couves com feijão que o festival continua. Como sobremesa um arroz doce vinha a calhar, mas esse festival infelizmente perdeu-se no tempo.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *