Home > Crónicas > “Improvisos da Alma”, o meu livro de poemas

“Improvisos da Alma”, o meu livro de poemas

Como prometido aqui venho escrever sobre o meu livro de poesias “Improvisos da Alma” lançado com o meu CD de Fados “Esquina da Rua”, no passado dia 20 de Outubro na Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, cedida gratuitamente pela Câmara Municipal a quem começo por agradecer. Depois devo agradecer aos responsáveis e funcionários da referida Biblioteca e a todos os que de uma ou de outra forma contribuíram para que a sessão fosse um êxito. Devo começar pelos convidados, senhores Presidente da Câmara e senhora Vereadora da Cultura, que fizeram parte da mesa, ao professor António Mário Lopes dos Santos, que dissertou sobre a minha obra literária e sobre o conhecimento que tem de mim ao longo de toda a vida. Ao poeta António Lúcio Vieira que falou mais do amigo de longa data, ao declamador Raul Caldeira, da Chamusca, que era suposto dar seguimento ao guião, à minha amiga e grande fadista riachense D. Teresa Tapadas que referiu essa mesma amizade, já antiga e que cantou da forma superior como só ela sabe dois fados, o “Avé Maria” e o “Fado Malhoa”. Muito aplaudidos no final, muito bem acompanhados pela guitarra de Diogo Ferreira, viola de fado de Rui Girão e pelo viola baixo Constantino Formigo, os músicos que comigo gravaram o meu CD. Uma guitarrada, um fado do Diogo Ferreira, cinco poemas declamados do meu livro, por D. Júlia Pontes, José Carlos Ferreira, D.Elvira Sequeira, Raul Caldeira e D. Emília Duque, a quem penhoradamente agradeço e a terminar dois fados por mim cantados, “Leio em teus Olhos” de Mário Moniz Pereira e “O homem das castanhas”, de Ary dos Santos e Paulo de Carvalho. No final houve um simples beberete e penso que a tarde, com casa quase cheia foi um êxito. À minha companheira Milita Lopes, aos meus dois filhos José Manuel Pinheiro e Ricardo Jorge Pinheiro, à Dra. Leonor Barroso, e ao Eng. Nuno Morgado, ao Carlos Nicolau e ao Tiago Abreu, responsáveis pela gravação do CD, o meu grande agradecimento. Está concretizado outro sonho da minha vida, depois do meu CD, o meu livro de poemas. Agora, só espero que o livro seja lido por muita gente e que o CD seja escutado também por bastante gente. Os livros só serão vivos se forem lidos, os discos só serão realidade quando são escutados. As minhas duas pedrinhas preciosas que resolvi deixar cá para os vindouros já nasceram. Agora, só um desejo do fundo do coração, que gostem de ambos, pois ambos foram feitos com prazer e para vos dar prazer. O meu obrigado a todos.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *