Home > Crónicas > Sabão de Aleppo

Sabão de Aleppo

As multinacionais do estilo Colgate-Palmolive, Procter & Gamble, Henkel ou Unilever controlam o mercado mundial de sabões e sabonetes e são responsáveis por um grande número de problemas de saúde. Utilizam publicidade enganadora e ganham demasiado dinheiro. Com efeito, para fazer um bom sabão só é necessário combinar soda cáustica com água e uma gordura, seja ela de origem animal ou vegetal. Tão simples como isso. Aleppo, na Síria, é onde este famoso sabão quiçá tenha sido fabricado pela primeira vez. Ainda hoje é produzido nessa cidade com os mesmos ingredientes: azeite, óleo de louro e soda cáustica. Com a guerra, a maioria das fábricas que eram empresas familiares foram reduzidas a entulho e quase cessaram as exportações para a UE e EUA devido às sanções destes países. Contudo, temos conseguido encontrar este produto à venda em Lisboa, numa drogaria perto da igreja de São Domingos. O invólucro da barra de 200 gr vem de Itália, mas indica que tem por origem a Turquia — elaborado provavelmente por refugiados sírios. A marca é “Carone – L’antico sapone della Mesopotamia”. Não contém corantes nem conservantes sintéticos, apenas substâncias naturais. A qualidade e o consequente preço final dependem dos anos de cura e da proporção de óleo de louro que se situa entre 4 e 25%. O nosso tem 16% e custou sete euros. É um magnífico limpador da pele, talvez champô e remédio para fungos e comichão. O clima de Aleppo, caracterizado por invernos húmidos e verões quentes, constitui um factor importante para a sua produção. Parece que só restam quatro fabricantes, quando eram às dezenas antes da guerra. Muitos fugiram e outros mudaram-se para Damasco. Apesar de ainda se efectuarem operações militares na periferia de Aleppo, parece que a paz está a chegar. E ainda bem, para que os seus habitantes possam regressar às suas vidas normais e não desapareça este produto de excelência.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *