Home > Teresa Tapadas > Realidade OU Fantasia?!

Realidade OU Fantasia?!

A frase é sublime! E durante algum tempo, permiti-me parar com o que estava a fazer e entreguei-me por completo aos meus pensamentos. Pensamentos esses que também permiti que fossem surgindo em catadupa. Mas de forma ordeira. Um após o outro. Como se de uma curta metragem se tratasse. Sempre com a plena consciência que eu não sou os meus pensamentos. EU PENSO! E por vezes há uma diferença gigantesca entre o que penso e os pensamentos que me tomam de assalto a cabeça. “Temos de nos injetar todos os dias com fantasia para não morrer de realidade” Curioso … Agora que os pensamentos já acalmaram. Começo a pensar. E, penso em mim. E, penso na mulher em que me tornei. Ou melhor, nas várias mulheres que a mulher que sou encerra… a mulher mãe, a mulher filha, a mulher fadista, a mulher doméstica, a mulher menina, a mulher amada. E, penso na minha vida. Na minha vida num todo e na minha vida de há um tempo a esta parte e dou por mim a constatar que afinal o modo como tenho encarado o desfiar do rosário do meu dia a dia não é assim uma loucura tão grande! Afinal o sorriso nos lábios tem sido muitas das vezes resultado do “injetar de fantasia” a que me obrigo. A que me obrigo, sim. E, RESULTA! Oh se resulta. Recusou-me peremptoriamente a morrer de realidade. E quem me conhece sabe disso! E quando digo conhecer, não é ser meu amigo virtual no Facebook ou numa outra qualquer rede social. É ser meu amigo à séria. Aqueles, aos quais eu nem preciso de dizer seja o que for. Porque me conhecem tão bem que a leitura é feita sem erro, assim que os seus olhos tocam os meus. E sou-lhes tão grata. E sou grata porque TUDO ISTO EXISTE, TUDO ISTO É TRISTE (se é triste há que reforçar a injeção de fantasia!), TUDO ISTO SÃO COISAS e CENAS & CENAS e COISAS.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *