Home > Crónicas > Questões e exclamações

Questões e exclamações

Na sexta-feira passada houve greve da Função Pública. Pois houve, mas nem me apercebi. Precisava de ir ao Centro de Saúde. Entrei e deparei-me com o vazio. Não havia nada a fazer senão voltar na semana seguinte. Como ainda faltavam uns minutos para a chegada do TUT resolvi conversar com o segurança. Apercebi-me que o telefone não parava de tocar e perguntei se ele não atendia. A resposta: “ – Não sou telefonista, sou segurança”.

Muito bem. “– Agora percebi o tempo de espera para atenderem o telefone quando ligamos para cá”. Disse eu. “– Não vá por aí. Nós só atendemos quando podemos”. Responde o segurança.

Não querendo colocar o profissionalismo destes senhores pergunto ao diretor(a) o que tem a dizer perante estas respostas? Será que os utentes deste Centro de Saúde não mereciam ter um melhor e mais rápido atendimento telefónico? É uma falta de respeito.

Aproveitando o andamento da carroça nunca vou entender o porquê das multas que os lojistas levam só porque estacionam os carros para descarregarem os produtos e fecham os olhos aquando algum automóvel topo de gama está mal estacionado. Nunca vou entender porque é que a autarquia insiste em dizer que há turistas em Torres Novas quando nem sequer há um lugar para os autocarros estacionarem frente aos hotéis.

Quando nem sequer há alguém que envie um roteiro turístico da cidade e concelho para as agências de viagem internacionais. Era só uma questão de pesquisar através dos turistas por exemplo. Seria uma mais-valia saber “prender” o turista a esta terra com tanto para visitar. Nunca vou entender como é que ninguém vê com olhos de ver que os abrigos do TUT estão sujíssimos. Colocam os panfletos e não os retiram quando o evento passa. O papel dos horários está amarelecido, enrugado e gasto. Os bancos igualmente sujos. Sigam o exemplo da comissão de festas da Mata que após as suas festas vão retirar os panfletos. Muito mais havia para dizer mas fica para uma próxima. Não se pode dar o salto maior que a perna não é verdade?

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *