Home > Crónicas > Coitadinhos dos bandidos

Coitadinhos dos bandidos

Há cerca de uma semana três indivíduos fugiram do tribunal do Porto após ser-lhes incutida prisão preventiva. Estavam acusados por assaltos a idosos com violência. Safaram-se por uma janela no 2.º andar. Felizmente a PSP apanhou-os e alguém tirou fotografias dos meliantes algemados e de rosto descoberto e foram parar aos jornais e redes sociais. Também partilhei a imagem e pude constatar que um deles tinha ar de gozo. Seguidamente o ridículo e incrédulo aconteceu. O senhor Ministro da Administração Interna Eduardo Cabrita disse que era “absolutamente inaceitável” a divulgação daquelas fotos. Também a coordenadora do Bloco Esquerda Catarina Martins frisou que “todas as pessoas merecem ser tratadas com dignidade”. Inaceitável é estes tipos roubarem os idosos as poupanças que levaram anos a juntar: inaceitável é aterrorizarem e baterem nestas pessoas que podiam ser seus avós; inaceitável é quem tem poder de os tratar como se eles fossem as vítimas. As pessoas merecem ser tratadas com dignidade quando ajudam uma avozinha a atravessar a estrada ou ajudá-la com os sacos das compras; quando os adultos cuidam dos seus pais com amor e cuidado; quando existe boa-fé e vontade de colaborar em prol de quem precisa. E se estes idosos fossem familiares do Eduardo Cabrita e da Catarina Martins? Será que agiriam deste modo tão fora de comum para com estes assaltantes violentos? E qual é o mal de mostrarem o rosto a nu destes bandidos? Com certeza que todos temos direito a uma segunda oportunidade, mas quando se trata de violência contra idosos, violações a menores e a mulheres mexe muito com o meu interior nervoso. Escutem o que vos digo: daqui a pouco um canal de televisão vai à prisão fazer uma entrevista aos dois irmãos gémeos e ao sobrinho e na volta passam de culpados a heróis. Quanto mais holofotes lhes derem mais audiências ganham. Recusou-me a ver notícias destas. Recuso-me a aceitar estas regras deste Governo demasiado humano para uns casos e para outros totalmente racistas. Anda tudo ao contrário.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *