Home > Teresa Tapadas > Eles “andem” aí…

Eles “andem” aí…

A frase surge, com a frescura e a leveza d’alma que por vezes temos de ir buscar ao mais recôndito de nós próprios ou então temos amigos de verdade, co- mo eu tenho a felicidade de ter e que o fazem por nós, no decorrer de uma conversa séria, num daqueles dias sérios que a vida nos traz. Sérios e contraditórios e necessários. Não que não os queiramos viver, não! Bem pelo contrário. Ansiamos tanto pela sua chegada que agora estremecemos. E sentimo-nos uma formiga frente ao gigante. Mas, se é para ficarmos verdadeiramen- te bem connosco próprios, que venham todas as batalhas que a malta aguenta! Aguenta e não chora. Quer dizer … até pode chorar mas, só o suficiente para “lavar” a alma e conseguir olhar em frente como sempre e como antes, de uma forma feliz, segura, tranquila e empreendedora. Motivos há-os de sobra.
“… aprendi que o tempo passa e que a vida não espera. Por isso, apenas persisto nos lugares e nas pessoas certas. O resto, deixo onde pertence: longe de mim.”
O dia avança impunemente e o rumo é o da felicidade no seu estado mais puro! Abençoado seja quem inventou o CANTO. Mais. Abençoados sejam todos aque- les que me ouvem e acreditam no meu talento e profissionalismo ao ponto de partilharem comigo o palco, de me contratarem, de irem assistir aos espetáculos e até de escreverem palavras que preenchem colunas dos jornais dedicados à especialidade. Como é bom ser e estar Feliz! Mas o dia foi longo e extenuante. O meu semblante, sem que eu queira e me aperceba, deixa transparecer isso mesmo e quem está um bocadinho mais atento, dá por isso. A noite foi reparadora. E a manhã de uma outra forma também o foi. Depois do Festival de Fado Santa Casa Alfama, o salão nobre da Pousada de Lisboa – antiga sala de reuniões do Con- selho de Ministros de Salazar espera por mim, apenas e só porque TUDO ISTO EXISTE, TUDO ISTO É TRISTE (mas faz- -nos crescer e tomar consciência das nossas verdadeiras capacidades) TUDO ISTO SÃO COISAS e CENAS & CENAS e COISAS.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *