Home > Crónicas > Farsa sobre o estalinismo

Farsa sobre o estalinismo

23 de agosto foi o Dia das Vítimas do Estalinismo e do Nacional-Socialismo. A UE decidiu “preservar a memória dos extermínios em massa” e é com esse propósito que comentamos o filme “A morte de Estaline”. Não devemos esquecer figuras do terror estalinista, cujas “proezas” se assemelham às dos fascistas e nazis. Estaline mandou para a prisão, ou para a Sibéria, milhões de pessoas. Muitas foram executadas. Isso e a escravidão imposta nos campos de trabalho explicam o “sucesso” dos seus planos quinquenais. O totalitarismo começa quase sempre com boas intenções, mas acaba por devorar a liberdade. O Estado deixa de estar ao serviço dos cidadãos e estes passam a servos da oligarquia governante. Jamais pensámos que o falecimento deste ditador pudesse ser tratado como comédia e foi isso que Armando Iannucci – escocês filho de um napolitano antifascista – fez para regalo dos amantes da sétima arte. Steve Buscemi desempenha o papel de Khrushchev, nomeado primeiro-secretário do PC, após a morte repentina de Estaline. Apanhado desprevenido, o Comité Central fica apavorado. Que fazer ao corpo? É então que começa a farsa. ”Chamem um médico!”. Dizia um membro. Porém, os melhores clínicos tinham tentado matar Estaline e foram todos assassinados. Ao tentar recordar nomes, o chefe da polícia secreta já nem sabia quem estava vivo e quem estava morto. Impunham-se mudanças e a comédia continua. Em discurso proferido no 20º Congresso do Partido, Khrushchev acusa Estaline de crimes pelos quais ele próprio também era responsável. Michael Palin, que interpreta Molotov, é excelente. Bêbado, o filho de Estaline pede a Molotov para discursar no funeral do pai e o velho Bolchevista responde-lhe: “e eu quero f… a Grace Kelly”. Um belo ensejo para rir de situações grotescas criadas por políticos palermas. O filme foi banido em algumas repúblicas da ex- -URSS. A não perder.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *