Home > Ana Madureira > Coerência

Coerência

Mais uma vez, não resisto a esta temática. Considero que a coerência entre o dizer e o fazer é das coisas que mais contribuem para uma imagem coesa, seja pessoal ou organizacional. No Facebook, tem circulado uma foto que revela um belo exemplo de falta de coerência: a conhecida empresa Starbucks aposta em palhinhas biodegradáveis, numa linha de coerência com a Responsabilidade Social e Am- biental. Mas, pelo que parece, a empresa disponibiliza as palhinhas em pacotes de plásticos. Pronto. Um exemplo perfeito do que não fazer com a imagem de uma empresa. O mesmo acontece com a quantidade infindável de empresas e associações que têm como bandeira de eventos públicos a largada de balões. Já sabemos, e como nos relembra uma das campanhas deste ano, que o que não vai para o lixo acaba no mar. Portanto, vamos recapitular o significado de “coerência” (fonte: Infopédia): 1. estado ou qualidade  de  ser coerente 2. nexo  entre  dois  factos  ou  duas ideias; conexão E eu questiono: falhar é humano. Mas em muitos casos, ser coerente não é nada difícil. A questão é que as pessoas e as organizações continuam, muitas vezes, a esquecer que a coerência deve ser um princípio. Se tiverem bem firmes os seus princípios e valores, a ação é coerente, sem falhas e sem desvios.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook