Home > Saúde > ACUPUNTURA – CVI

ACUPUNTURA – CVI

Conta a Lenda…

Por: Vitor Sepodes

Existem alguns pontos de ação analgésica no percurso de vários meridianos que vamos utilizando em várias situações principalmente quando há dor. No entanto esses pontos também têm outros efeitos e por essa razão podem ser utilizados consoante a patologia e o efeito que pretendemos. No caso de patologias nos membros inferiores, o ponto 60 do meridiano da bexiga, situado entre o maléolo externo e o tendão de Aquiles, é um dos pontos que mais é utilizado em Acupuntura e Tui-Ná. Apesar de podermos fazer digito pressão durante algum tempo para obter um resultado satisfatório, é no entanto com acupuntura, introduzindo a agulha perpendicular nesse ponto que os resultados são visíveis. Conta a lenda… que certo dia, numa das batalhas que os chineses travavam entre si, com invasões constantes das suas aldeias, um comandante não conseguia montar o seu cavalo devido a fortes dores lombares que irradiavam à coxa e percorriam toda a perna até ao calcanhar (caraterístico de uma ciática). Foi então ajudado a colocar-se sobre o seu cavalo e com grande sofrimento lá foi combater… Após terem conseguido expulsar seus invasores, para espanto dos aldeões, chega o comandante risonho e direito sobre o seu cavalo, mas com uma pequena seta espetada entre o maléolo externo e o tendão de Aquiles. Admirados com o seu porte a população acercou-se dele para festejar a vitória e perguntar-lhe o que se tinha passado para vir sem dores? O comandante respondeu “desde o momento em que (apontando para o calcanhar) aquela seta atravessou aquele ponto a dor passou quase na totalidade, permitindo que pudesse combater e assim ajudar a expulsar os intrusos”. Não deixa de ser curioso e engraçada a forma como as lendas verdadeiras ou falsas dão um significado tão fenomenal para enaltecer o efeito maravilhoso deste ponto tão utilizado por Médicos Acupuntores.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *