Home > Crónicas > As estações do ano e outros nomes

As estações do ano e outros nomes

Desta vez, porque as conversas são como as cerejas, veio à colação esta temática algo confusa e muito antiga, pois entronca no século primeiro antes de Cristo. Quero dizer que haveria primeiramente duas estações do ano, uma estação (ver), que se ligava a bom tempo, e a outra, (hiems), a estação do mau tempo. Depois passou-se a cinco estações, isto é, (ver) ou (primum ver), princípio da boa estação, (veranum tempus), verão, e (aestivum), estio, sendo o outono, tempo do ocaso, e inverno, tempo de hibernar. Assim, e à partida, o feminino português primavera, signi- fica primeiro verão, palavras masculinas, também em português. Ora, isto porque a origem da palavra da estação das flores está de facto em (primum ver), palavras latinas do género neutro, que significam respetivamente primeiro, e verde/ verão. (Primum ver) seria originariamente apenas (ver), como se diz acima, isto é, antes da reforma do calendário, levada a cabo por Júlio César, por volta do ano 45 a. C., em que o ano começava em março, com a estação a chamar-se assim, como se fosse prévia do verão, uma espécie de antecipação da estação mais quente, como se houvesse um verão temperado e um verão quente. Por outro lado, os dias da semana também têm muita história, com alguma particularidade no português, por ter sido introduzida a palavra feira, do latim (feria), dia de descanso, ao contrário do francês, e do castelhano, que seguiram a mitologia romana, de que dou exemplos, como viernes, de Venus, sexta-feira, e de martes, de Marte, deus da guerra e guardião da agricultura, em português, terça-feira. Voltando ao português, a segunda-feira e os outros dias até sexta inclusive, tiveram origem em S. Martinho de Dume, bispo de Braga, tendo em conta que domingo era o primeiro dia.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *