Home > Ana Correia > A importância do futebol de formação

A importância do futebol de formação

O futebol, tal como outros desportos faz, cada vez mais, parte do dia a dia das pessoas, seja através da prática ou apenas como meros adeptos apaixonados por esta modalidade. Frequentemente ouvem-se os miúdos, desde muito cedo, dizer “quando for grande quero ser jogador de futebol”. A verdade é que muitos não vão além do sonho. Para se ser jogador de futebol é preciso ter talento, mas também exige esforço, empenho, dedicação e uma entrega enorme com a ambição de querer sempre mais e melhor. O futebol de formação tem duas grandes finalidades, formar jogadores e formar Homens, preparando-os para as vitórias, mas mais ainda para aprenderem a lidar com as derrotas. Para se ser um grande jogador tem que se ser um grande Homem. Hoje em dia é recorrente ver em jogos das camadas jovens alguns pais que apenas sabem criticar, que apelam ao individualismo e que se preocupam mais que os filhos marquem golos do que a sua própria equipa ganhe. Depois existe o outro lado da moeda, em que vemos pais que apelam ao espírito de equipa, que elogiam o coletivo e que em conjunto com o treinador buscam o sucesso dos seus filhos, mas também dos restantes colegas. Os jovens jogadores seguem o exemplo dos seus ídolos, querem fazer as fintas e os golos do Ronaldo, ou defender como o Rui Patrício. O futebol sénior é como um mentor dos escalões de formação, servem de exemplo, tanto para o bem como para o mal. Se uma criança for assistir a um jogo dos seniores e vir um jogo limpo, onde os jogadores têm espírito de equipa é isso que vão fazer na semana seguinte, pois acreditam que só assim conseguirão chegar longe. Se, por outro lado, assistirem a um jogo “sujo”, jogadores individualistas, que só pensam em travar o adversário através de faltas, pois não haja dúvidas que o irão fazer nos seus próximos jogos. Os treinadores devem ser uma referência, os pais devem ser uns críticos construtivos para que se possam formar jogadores de futebol com muito humanismo à mistura. O CDTN continua a oferecer formação a quantos sonham em vir a ser jogadores de futebol, mas também àqueles que sabendo que nunca chegarão ao topo gostam de praticar esta modalidade, continuando, sobretudo, a formar Homens.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *