Home > Saúde > O Mundial da Saúde

O Mundial da Saúde

Sabemos que no que toca ao mundial de futebol Portugal destaca-se. E enquanto à Saúde? Em 2017 a Bloomerang Global Index foi avaliar o estado de saúde de 163 países. Quais são os países do Mundo onde há mais probabilidade de viver mais e melhores anos? E em que posição se encontrará Portugal neste mundial? Portugal apesar dos enormes problemas que todos nós conhecemos no seu sistema de saúde atual, até nem se encontra mal classificado. O nosso país parte de uma nota boa (88.24 pontos), porém é bastante penalizado (5.27 pontos) e acaba por ficar com apenas 82.97 pontos e fica em 21º no ranking global de saúde. A Bloomberg desconta pontos por riscos de saúde, medindo fatores de comportamento ou endógenos, como elevada incidência de população com hipertensão, diabetes e colesterol, obesidade, tabagismo, consumo de álcool, falta de atividade física e má nutrição infantil, bem como cobertura básica de vacinação e saúde mental, e ainda fatores externos como emissões de gases de estufa per capita e acesso da população a água potável. E qual é então o país mais saudável do mundo? Não fica muito longe de nós, é a Itália. Seguida pela Islândia e a Suíça. Em 50 e último lugar está a Albânia e há países que nem sequer vigoram neste ranking. É o caso do Brasil, da Argentina, Rússia, Egito ou Senegal. Um bebé nascido na Itália pode esperar viver até aos 80. Mas a 2.800 milhas ao sul de Serra Leoa, a média de recém-nascidos morrerá aos 52. A Itália está entre os países mais desenvolvidos do mundo, mas o seu crescimento estagnou por décadas, quase 40% de seus jovens estão desempregados e o país está sobrecarregado com uma das mais altas cargas de dívida do mundo. No entanto, os italianos estão em melhor forma que os americanos, canadianos ou ingleses. A Itália também tem “excesso de médicos”, disse Tom Kenyon, médico e CEO da organização Project Hope. Podiam enviar alguns para aqui. A dieta mediterrânica abundante em vegetais regados com azeite extra virgem será das principais contribuintes para a saúde dos italianos, principalmente quando comparado com outros países desenvolvidos onde impera o colesterol e a má saúde mental, como nos EUA, no Canadá e no Reino Unido. A dieta mediterrânea é considerada uma das mais saudáveis e sustentáveis para seguir. Por isso não é surpresa a colocação da liderança da Itália neste ranking. Quem segue esta dieta tem um menor risco de doenças cardíacas por exemplo. Uma dieta mediterrânea contém muitas frutas e vegetais, o azeite virgem extra, peixe, vinho tinto com muita moderação, muitos grãos integrais e evitam-se alimentos processados e refinados. Os islandeses, que seguem na segunda posição, são bastante ativos e tem uma dieta muito rica em peixe fresco. A Singapura é considerado o país com a melhor higiene do mundo. O seu governo é conhecido por promover bons métodos usando a educação e por isso segue no quarto lugar deste ranking e é o primeiro país asiático. Os australianos adoram desporto e por estarem longe do resto do mundo, a importação de produtos torna-se cara, por isso escolhem muitos produtos naturais que encontram no seu país. Aqui ao lado os “nuestros hermanos” estão em sétimo lugar. Por causa das tapas e da siesta. Sim é verdade, as tapas são pequenas porções de várias comidas, o controlo de porções traz benefícios à nossa saúde. Já a siesta ajuda os espanhóis a reduzir os seus níveis de stress. Bem, Portugal até pode marcar muitos golos contra estes países, mas no campo da saúde ainda tem muito para aprender. Não era má ideia começar a olhar para estes bons exemplos e trazer o Campeonato do Mundo da Saúde para o nosso país.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *